Cerca de 20 mil pessoas passaram pelos cemitérios de Cacoal, RO

Enviar no WhatsApp
Dia começou com missa nos dois principais cemitérios da cidade. Portões devem permanecer abertos para visitação até as 17h.

O Dia de Finados em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, começou com missas realizadas nos dois principais cemitérios da cidade, Santo Antônio e da Saudade. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, pelo menos 15 mil corpos estão sepultados nos locais, que devem receber a visita de pelo menos 20 mil pessoas durante todo o dia.

Logo pela manhã, amigos e familiares já chegavam ao cemitério Santo Antônio para homenagear as pessoas que deixaram saudade ao partir. A missa começou às 8h30 e os fiéis disputavam um lugar na sombra, para fugir do forte sol. Outro aliado bastante utilizado foi o guarda-sol.

A funcionária pública Rita de Cássia Souza, de 53 anos, todos os anos vem ao cemitério visitar os túmulos de parentes. No cemitério Santo Antônio, Rita já enterrou o avô, a mãe, neta, primos e o irmão. Para ela, o Dia de Finados é de reflexão e de saudade. "Eu não costumo vir ao cemitério durante o ano, mas no Dia de Finados eu faço questão. Esse dia é dedicado a eles [finados], é um dia que recordo todos os momentos bons que passei perto de meus familiares e a emoção sempre vem à tona", disse a funcionária.

Apesar de não ter nenhum parente enterrado nos cemitérios de Cacoal, o aposentado Francisco Ferreira, de 64 anos, vem ao cruzeiro pedir pela alma dos parentes que já morreram e estão sepultados em outros estados. "Eu sempre venho cedo, acendo velas no cruzeiro e peço a Deus pela alma de meus parentes, que eles estejam em paz onde estiverem", roga Francisco.

Moradora de Ji-Paraná (RO), a dona de casa Francisca Moura, de 54 anos, todos os anos viaja a Cacoal no Dia de Finados para orar pelos pais. Emocionada, ela conta que já faz 28 anos que o pai morreu e, há 13, também sofreu com a perda da mãe. "Não tem como não se emocionar, sempre que estou aqui meu coração dispara e me lembro muito deles. A saudade é muito grande e não é porque eles morreram que irei deixar de pensar e cuidar deles, mesmo que através do jazigo", disse emocionada.

O cemitério Santo Antônio é o principal da cidade e fica aberto diariamente das sete da manhã às cinco horas da tarde.

Magda Oliveira
Do G1 RO

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br