Estado ganha laboratório para combate a lavagem de dinheiro

Enviar no WhatsApp
Ao inaugurar nesta quinta-feira (13) o Laboratório de Tecnologia Contra a Lavagem de Dinheiro (LAB-LD) da Polícia Civil, Rondônia passou a fazer parte de um seleto grupo de estados brasileiros que conta mecanismos modernos para enfrentar crimes financeiros. Os equipamentos estão instalados no Departamento de Estratégia e Inteligência e foram apresentados ao governador Confúcio Moura e a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, entre outras autoridades.


O laboratório é composto por equipamentos tecnológicos que analisam dados financeiros a partir de dados fiscais, telefônicos, telemáticos e pessoais, para identificar crimes financeiros. Uma das vantagens é a agilização das investigações, uma vez que fará as análises que, até agora eram feitos manualmente. Será operacionalizado por uma equipe de oito funcionários, que foram treinados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública Senasp.

Foram entregues três vans equipadas com sistema móvel de raio X 

Fronteiras


A aquisição do laboratório, que custou cerca de R$ 5 milhões e foi feita através de convênio firmado com a Senasp, sendo R$ 3 milhões a contrapartida do governo de Rondônia. Também foram entregues três vans, equipadas com sistema móvel de raio X, também adquiridas a partir de convênio do governo do Estado e a Senasp. Será utilizado nas barreiras no combate ao contrabando de cargas. Os veículos serão destinados à Polícia Civil nos municípios de Vilhena e Guajará Mirim, e à Polícia Militar, no distrito de Jacy Paraná, em Porto Velho.

Avanços

Para o governador Confúcio Moura os avanços na área de segurança pública são resultado de parceria com a Senasp, onde, segundo ele, a secretária nacional Regina Mike tem respondido aos apelos do estado muito além do que permite a burocracia na esfera administrativa. Confúcio afirmou ainda que é preciso provocar para avançar mais e conquistar soluções que atendam as necessidades do Estado na área da segurança pública. “Precisamos de um modelo que seja nosso e para isto é preciso se atrever mais”, acrescentou.

Regina Miki 

Secretária nacional de Segurança Pública Regina Miki

A secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, lembrou que os avanços deste setor no país foram muitos, embora tenham sido ignorados por alguns segmentos. Disse que questionamentos foram feitos a respeito da competência dos órgãos de segurança antes da Jornada Mundial da Juventude, que aconteceu no Rio de Janeiro, na Copa das Confederações e Copa do Mundo, que foram realizadas sem incidentes. Regina Miki defendeu a integração para que as conquistas sejam benéficas a todas as áreas.


Agilidade

O diretor geral da Polícia Civil, delegado Pedro Mancebo, definiu a inauguração do laboratório como uma grande conquista, pois a tecnologia passa a ser utilizada a favor da investigação criminal. “Será mais eficaz e ágil a busca pelos ativos que são retirados do estado”, resumiu.

Para o secretário Antônio Reis, da secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania, o uso da tecnologia no combate ao crime é uma das formas de evitar a sensação impunidade. Ele também fez referência aos veículos com aparelhos de raio X, que foram entregues como parte de outro convênio do governo estadual com a Senasp. “Com estes equipamentos, vamos evitar constrangimento nas barreiras quando as bagagens forem analisadas”.

Também participaram do evento o coordenador da Rede Nacional de Laboratórios Contra a Lavagem de Dinheiro, delegado Roberto Zaina; o coordenador–geral de Inteligência da Senasp, delgado André Fagundes Mendes; os comandantes da Polícia Militar, coronel Luiz Pretz, e do Corpo de Bombeiros, coronel Lioberto Caetano, entre outros.

Carros (19)

Diretor geral da Polícia Civil, delegado Pedro Mancebo, governador Confúcio Moura, secretário da Sesdec Antônio Reis e o comandantes da Polícia Militar, coronel Luiz Pretz

Fotos: Ésio Mendes

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br