Operação da PF investiga esquema de fraudes na Casa do Índio

Enviar no WhatsApp
Grupo estaria fraudando contratos administrativos de refeições para indígenas. Polícia cumpre 11 mandados de busca e apreensão em cinco cidades.

A Polícia Federal (PF) realiza na manhã desta terça-feira (18) a Operação Ajuricaba que pretende desarticular um suposto esquema de fraudes em contratos administrativos de prestação de serviço no preparo de refeições na Casa de Apoio à Saúde do Índio (Casai) em Rondônia. A ação é realizada em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU) e, segundo a polícia, as investigações comprovam que um grupo criminoso estaria agindo na entidade.


Segundo a PF, as ordens de serviços enviadas para o Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) estariam sendo manipuladas para constar uma quantidade de refeições superior ao que realmente estava sendo fornecido aos indígenas. A polícia teve acesso as ordens de serviços originais e teria identicado as fraudes.

Com os documentos, a PF conseguiu a representação pela busca e apreensão nos órgãos públicos e nas residências dos investigados. São 11 mandados de busca e apreensão, sendo um em Cacoal, um em Humaitá (AM), um em Guajará-Mirim, três em Ji-Paraná e cinco em Porto Velho. Os envolvidos estão sob investigação de falsidade ideológica, peculato, associação criminosa, modificação ilegal do contrato e favorecimento do contratado.

Às 15h desta terça-feira, acontece uma coletiva na sede da Superintendência da Polícia Federal para detalhar a Operação Ajuricaba.

Gaia Quiquiô
Do G1 RO

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br