Produção de polpas de frutas será regularizada em Ji-Paraná

Enviar no WhatsApp
A prefeitura investirá R$ 100 mil na aquisição de equipamentos

Representantes de sete associações e de uma cooperativa de produtores de polpas de frutas em Ji-Paraná participaram de uma reunião ontem (11) na Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária (Semagri), quando foram definidos os passos necessários para a regularização dos produtos junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA). Os produtores foram informados pela titular da Semagri, Claudia de Jesus, que a prefeitura investirá R$ 100 mil de recursos próprios do Município na aquisição de equipamentos destinados à produção das polpas, atendendo às normas de higiene e segurança alimentar.


Cada uma das sete associações e a Cooperativa de Produtores de Leite e Agrícola (Coopleagri), serão beneficiadas com um kit de processamento e embalagem das polpas, composto por um liquidificador industrial, um freezer, uma balança e um dosador com selador. Claudia de Jesus informou também, que alem destes itens que serão adquiridos com o recurso municipal, cada unidade produtora ganhará uma despolpadeira, que neste caso será fruto de emenda do deputado federal Padre Ton (PT). Todos estes equipamentos já estão licitados e serão entregues tão logo as associações concluam as construções das unidades produtoras (pequenas agroindústrias).

Também participou da reunião, a representante do MAPA, Dra. Maria Gleide, da unidade de vigilância agropecuária do ministério em Porto Velho. Ela repassou aos interessados, orientações técnicas sobre a construção das agroindústrias de polpas de frutas, bem como esclareceu sobre os aspectos legais e sobre a documentação necessária para o registro.  “A planta do prédio é muito simples, mas tem de ser seguida à risca e os equipamentos e utensílios também devem atender ao padrão do ministério para que o projeto seja aprovado”, alertou. Uma das exigências é que os equipamentos e vasilhames da produção sejam todos em aço inox.

O registro de cada tipo de polpa de fruta é uma exigência do MAPA e permite ao produtor comercializar a produção junto ao próprio governo federal como é o caso das entregas ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) ou em quaisquer outros setores governamentais ou comerciais de alimentos. “O Município está dando este apoio, porque o prefeito Jesualdo Pires entende que melhorando a renda dos pequenos produtores, eles proporcionarão melhor qualidade de vida aos seus familiares e fomentarão o comercio na cidade, com a aquisição de bens e serviços, aumentando também a arrecadação municipal”, destacou Claudia de Jesus.

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br