Atrasada há 8 meses, obra em quadra de escola em Cacoal segue sem prazo

Enviar no WhatsApp
A mais de quatro anos, os alunos da Escola Estadual Bernardo Guimarães em Cacoal (RO), distante 480 quilômetros de Porto Velho, estão sem local para realizar atividades físicas. A situação foi provocada após um vendaval que arrancou parte da cobertura da quadra em dezembro de 2010. Uma ordem de serviço foi dada no mês de março do ano passado para reconstrução da estrutura com o prazo de entrega de 90 dias e a data não foi respeitada. Segundo a direção da unidade, ao todo a empresa responsável pela obra deu três prazos de conclusão da construção, que está orçada em cerca de R$ 250 mil.


A estudante do 5º anos, Sara Carvalho Bedin, de 12 anos, reclama por não ter onde realizar as aulas práticas de educação física. “O espaço no pátio é pequeno, às vezes temos que esperar os alunos maiores terminarem de lanchar para podermos fazer nossas aulas. Usando o pátio, nós não podemos jogar futebol, nem vôlei. Queremos nossa quadra”, pede a aluna.

De acordo com o diretor da escola Nilton César da Mata, o último prazo venceu no final de no dia 5 de novembro de 2014. Ele alega que há dito dias ninguém da empresa contratada aparece para dar andamento nas obras. “O dono da empresa diz que ainda está faltando um repasse financeiro, por isso o atraso. Mas esse prazo já está sendo atropelado durante muito tempo, é uma situação complicada tanto para os alunos, quanto para os professores que precisam improvisar as aulas”, comenta Nilton.

O diretor alega que o problema da quadra da escola está apenas no começo, pois mesmo após a conclusão da cobertura, uma nova licitação terá que ser feita para a reforma do piso, construção dos alambrados e vestiários. “Com o tempo o piso foi ficando deteriorado, por isso a necessidade de um novo. Arquibancadas e vestiários são necessários para dar mais conforto para nossos alunos”, diz o diretor.

Nilton tem expectativa que as obras sejam concluídas e a quadra liberada até o mês de junho. A construção da cobertura da quadra custou cerca de R$ 250 mil, através do (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação(FNDE). A empresa responsável pela construção foi procurada pela equipe do G1, porém nenhum representante foi encontrado para se pronunciar sobre o assunto
    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br