Cabeceira de Ponte cede em Cacoal novamente

Enviar no WhatsApp
Serviço para reparo foi realizado há pouco mais de um mês. Recuperação será feita somente após período chuvoso, diz Semob.

Uma ponte localizada no bairro Floresta em Cacoal (RO), município a cerca de 480 quilômetros de Porto Velho, está com as cabeceiras cedendo. Há pouco mais de um mês a Secretaria Municipal de Obras (Semob) realizou serviços no local, mas a terra colocada para conter a erosão não suportou o volume de chuva e o buraco aumentou ainda mais. De acordo com o novo secretário de Obras, Mário Moreira, a próxima recuperação no local será realizada somente após o período de chuva e se for preciso o trânsito será interditado.

Cabeceiras da ponte estão cedendo com as chuvas (Foto: Magda Oliveira/G1)

Cavaletes foram colocados para evitar acidentes no local, já que as cabeceiras da ponte na Rua Antônio Deodato Durce estão caindo. O tráfego pelas duas pistas foi prejudicado e agora os veículos precisam fazer revezamento para seguir caminho.

A dona de casa Eliana Pereira, de 42 anos, diariamente utiliza a ponte para chegar até a residência. Para ela as autoridades precisam tomar providências o mais rápido possível, antes que ocorra algum acidente no local. "Essa travessia está ficando perigosa, aqui é um local que dá acesso a uma escola e muitas crianças passam por ela. É preciso resolver o problema e arrumar de forma definitiva essa ponte", sugere.

Ponte pode ser interditada (Foto: Magda Oliveira/G1)Um serviço foi realizado no dia 11 de fevereiro, quando terra foi colocada no local para conter as erosões causadas pelas águas da chuva e do rio. O serviço feito não durou muito tempo.

Segundo o secretário de obras, um trabalho definitivo deve ser feito com recurso municipal no início de maio, quando as chuvas devem parar. "A aba de um dos lados está trincada e estamos correndo o risco de perdê-la e a água está tomando o aterro. Nós iremos fazer uma contenção de pedra em tela. Vamos amarrar com cabos de aço puxando para a rua, para que as abas da ponte não voltem a quebrar", diz.

No momento, o secretário descarta a realização de qualquer trabalho paliativo no local e informa que caso seja necessário, a ponte será interditada até que as chuvas parem e a secretaria possa realizar um trabalho definitivo de recuperação.

Magda Oliveira
Do G1 RO

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br