Enquanto prefeito engana a justiça, população segue com sérios riscos de mortes em Novo Horizonte

Enviar no WhatsApp
Noticiada diversas vezes pelo nosso portal de notícias GIROCENTRAL o prefeito Varley Gonçalves Ferreira do município de Novo Horizonte do Oeste parece não estar nem um pouco preocupado com a mídia e nem tão pouco com a promotoria de justiça de Nova Brasilândia do Oeste, pois vem enganando-as pelo menos dois anos, dando continuidade ao ex-prefeito Nadelson de Carvalho que também não resolveu o problema da população do distrito de Migrante Nopolis, que corre risco eminentemente de morte, em virtude de doenças e contaminações providas de enxurradas, nascentes contaminadas e queda de suas residências por erosões.


Após vários contatos pessoais com a equipe de obras da prefeitura e sem soluções, João Batista Firmiano resolveu brigar na justiça por melhorias e reparos na Avenida Sete de Setembro, local em que reside. No dia 10/01/2012 o ex-prefeito Nadelson recebeu das mãos de João o requerimento para que realizasse reparos no intuito de bloquear a contaminação e o risco de contaminações de Dengues já que as aguas ficam paradas nas margens da valeta que corta seu lote urbano causando erosões nos alicerces de sua residência correndo o risco de qualquer momento de vir a desabar, colocando assim em risco toda sua família que as reside no local. Nada foi feito, e a denúncia foi encaminhada até a promotoria de Nova Brasilândia par providencias.


No dia 10/10/2014 já na gestão do então atual prefeito Varley, o mesmo respondeu ao oficio Nº 847/2014/PJ/NBO da Promotoria de Justiça de Nova Brasilândia informando ao promotor responsável pelo caso Dr. Tiago Lopes Nunes que no máximo de 15 dias o problema seria solucionado. O tempo se passou e nenhuma solução foi criada e efetivada para sanar os problemas da população. No dia 24/11/2014 o prefeito Varley respondeu novamente a outro oficio encaminhado da Promotoria de justiça à prefeitura de Nº 982/2014/PJ/NBO, realizando uma manobra e enganando a própria promotoria afirmando que a prefeitura não tinha condições de sanar os problemas, e que o mesmo estaria tomando medidas necessárias de adquirir junto ao estado material betuminoso para a tapagem de buracos na avenida. No Oficio Nº 280/GAB/NBO para a promotoria de justiça, não consta respostas para a colocações de manilhas no lote urbano do senhor João para evitar a erosão e escoamento das aguas para o seu lote. No pátio da secretaria de obras há varias manilhas abandonadas e Pré moldados com capoeiras crescidas em meio a elas devido o longo prazo de deposito das mesmas.


Após o desgaste judicial o vice prefeito de Novo Horizonte, senhor Cleber Firmino compareceu no dia 23/02/2015 com a equipe de obras da prefeitura onde realizaram a obra de desvio das aguas fluviais, sendo que uma nascente provinda de um lote de um vizinho que escoava no asfalto foi desviada para dentro de seu lote, no caso lote do senhor João. No momento em que o vice prefeito finalizava a obra, Sr. João acionou a polícia militar para o acompanhamento e registro de ocorrência em relação ao fato ocorrido. O vice prefeito Cleber na presença dos policiais militares afirmou que iria refazer a obra sem deixar prejuízos ao senhor João, porém quando os policiais se retiraram do local, Cleber voltou atrás e deixou a obra do mesmo jeito par a indignação de João e sua família além de vizinhos em geral.


A esposa do senhor João, a senhora Cirene Baída da Silva novamente compareceu a promotoria de justiça de Nova Brasilândia e registrou nova ocorrência. A ocorrência surgiu efeito perante a justiça, pois uma equipe da Perícia Criminal já compareceu no local para os trabalhos de praxes e ajuizamento do prefeito Varley por improbidade administrativa se assim os couber.

No lote do senhor João pode se observar pelas imagens abaixo que uma grande valeta se instaurou no meio do lote, por ali aguas das nascentes oriundas dos lotes dos vizinhos derramam todas em seu lote após obras mal feitas pela prefeitura ser iniciada e não finalizada, em forma de protesto já foram plantadas nos buracos do meio do asfalto, mas mesmo assim as obras não foram bem feitas.

O GIROCENTRAL entrou no lote e percebeu que realmente o local está com cheiro fortíssimo provavelmente ocorrido animais mortos levadas pelas correntezas das aguas, muitas aguas nas margens da valeta estão com ovos de mosquitos podendo contaminar a vizinhança em geral, os alicerces da casa do senhor João estão tendo problemas devido as grandes enxurradas provocar erosões e rachar os pisos e danificar a estrutura da residência, podendo a mesma vir a baixo a qualquer momento.

Até o fechamento desta matéria, o local ainda continua do mesmo jeito, sem nenhuma solução efetivada.

Veja os documentos na integra:



    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br