Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
73 9 8888 1488
WhatsApp
WhatsApp

06/03/2015

MULHERES QUE FAZEM RONDÔNIA: MARIA ABÍLIA

Meu nome é Maria Abília Torres Ferreira, sou formada em Letras/Português/literatura pela Universidade Federal de Rondônia. Sou casada com José Wilson Gomes e tenho dois filhos: Jossimar Torres, que agora em março vai me dar meu primeiro neto, o Benjamin e Jeiciane Cristina que está fazendo um estágio no Egito.


Nasci em Malacacheta Minas Gerais, mas vim para Rondônia em 1984. Aqui, abracei a profissão de professora, missão que cumpro com muita honra. Não me vejo realizando outra atividade, pois acredito que esta é a melhor forma de mudar o mundo. Meu sonho é ver um dia a educação sendo valorizada de fato pelos governantes e pela sociedade. Professor ganha muito pouco neste país e ainda enfrenta péssimas condições de trabalho, salas superlotadas, pouco acesso às tecnologias, internet ruim e descaso da sociedade que não se interessa pelo que de fato acontece na escola. Realizo-me quando meus alunos e ex-alunos vêm me falar de suas conquistas, me sinto parte daquela alegria. Na verdade acho que o que importa mesmo é isso, desprender suas asas para que eles possam voar e encontrar outros mundos.

O Brasil atravessa um tempo muito difícil economicamente e de inversão de valores, penso que o cidadão não deve esmorecer e continuar a construir conhecimento. Para dar minha contribuição nesse processo, meu projeto de vida é disseminar o interesse pela leitura. Já faço isso, dentro dos muros da escola, mas quero ir para além deles, expandir.

Acredito que política é pensar conjuntamente soluções para uma sociedade cada vez melhor, mas se tornou algo egoísta, que busca sempre o bem próprio, tanto dos políticos que só roubam, quanto dos cidadãos que reclamam muito, mas não fazem nada para melhorar o que está ao seu redor.

Apaixonei-me por este Estado desde que aqui cheguei, mas o que mais gosto é desse céu lindo, dessa imensidão verde, que muita gente insiste em destruir, e da convivência entre esses povos vindo de tantos lugares!

Felicidade no meu ponto de vista é crer num Deus verdadeiro, saber que posso esperar nele e  ter família e amigos para dividir as alegrias e as tristezas, afinal, ninguém é feliz sozinho.
Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
UNOPAR_CACOAL