Prefeitura demite Servidor Fantasma que recebia na Bolívia e mantém Chefe de Gabinete que negociava Propina com Portaria da Prefeitura de Cacoal

Enviar no WhatsApp
Demissão foi no mês de fevereiro deste ano, por abandono de emprego. Servidor estuda na Bolívia desde 2011 e continuava recebendo salário.

Após constatarem, através de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), o abandono de emprego de um funcionário público que estaria estudando na Bolívia, desde 2011, e teria continuado a receber o salário, a Prefeitura Municipal de Cacoal (RO) decidiu pela demissão do servidor. A decisão foi tomada pela secretária municipal de administração, Sandra Cardoso, que diz não compactuar com a conduta ilegal do ex-funcionário. A demissão foi efetivada em fevereiro deste ano.


De acordo com a secretária, o relatório conclusivo do PAD recomendava a demissão do servidor por abandono de emprego. Após receber o processo, a secretária acatou a recomendação. “O município não compactua com essa conduta. Com certeza não iriamos pagar um servidor se soubéssemos que ele não estava trabalhando. Não estamos aqui para brincar com o dinheiro público”, afirmou Sandra.

Após a decisão, a demissão do funcionário foi publicada através de um extrato no mural oficial da prefeitura, no portal da transparência municipal, no Diário Oficial dos Municípios e em um jornal de grande circulação. A administração ainda irá apurar se houve eventual prejuízo ao erário, caso fique confirmado, a prefeitura irá pedir o ressarcimento do valor ao funcionário.

OUÇA A GRAVAÇÃO DA CHEFE DE GABINETE DO PREFEITO PADRE FRANCO OFERECENDO "PORTARIA" DE R$ 5 MIL REAIS AO EX SECRETÁRIO DE SAÚDE 

Como há a suspeita de que outros funcionários estariam envolvidos no possível favorecimento ilegal do servidor, a Corregedoria da Prefeitura irá abrir um procedimento de sindicância para investigar as condutas. Para tentar inibir esse tipo de comportamento irregular dos servidores, a prefeitura está adquirindo pontos biométricos, que utiliza a digital para comprovar a presença do servidor em seu local de trabalho. Além da biometria, também haverá câmeras de segurança para a realização do monitoramento.

De acordo com Sandra Cardoso, o processo já foi montado e está em fase de tramitação, mas não há previsão de quando será implantado.

Magda Oliveira
Do G1 RO

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br