Projeto de monitoramento por câmeras é apresentado em Cacoal

Enviar no WhatsApp
Participaram da reunião representantes de associações e do poder público. Inicialmente, as câmeras serão implantadas nos centros comerciais.

Um projeto de monitoramento eletrônico por câmeras que deve ser implantado em pontos estratégicos de Cacoal (RO), município distante 480 quilômetros de Porto Velho, foi apresentado para a comunidade na manhã de terça-feira (10), pela Polícia Militar. Participaram da reunião representantes de associações e do poder público.

Cacoal passará a ser monitorada pela Polícia Militar em tempo real, por meio de 30 câmeras (Foto: Rogério Aderbal/G1)

De acordo com Sérgio Basila, comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento em Cacoal e região, quando implantadas, a cidade passará a ser monitorada pela Polícia Militar em tempo real, por meio de 30 câmeras que serão instaladas em diversos pontos do perímetro. Inicialmente, o sistema de monitoramento será implantado nos centros comerciais.

“A polícia não tem condições de estar o tempo todo, em todos os locais. Com esse projeto, será possível coibir alguns crimes sem a necessidade da denúncia do cidadão, como por exemplo, o repasse de bebidas alcoólicas e cigarros a menores de idade,” explica o comandante.
saiba mais
Câmeras de monitoramento já estão funcionando em Vilhena, RO
Sistema com câmeras de segurança deve ser instalado em Rolim de Moura

Ainda de acordo com Basila, o sistema servirá também para fiscalizar a conduta dos policiais nas ruas. “Caso um policial cometa algum ilícito, em um desses locais, será mais fácil identificá-lo. Também poderá ser utilizado como prova em caso de acidentes de trânsito duvidoso,” esclarece.

Segundo o comandante, o sistema já funciona em Vilhena, e vem apresentando bom resultado. “Optamos por implantar em Cacoal e Rolim de Moura um sistema parecido com que já existe na cidade, em razão dos bons resultados obtidos por lá,” conta.

Para a implantação do sistema, a previsão é que sejam gastos R$ 650 mil. A intenção é conseguir os recursos junto aos poderes públicos, judiciário, redes bancárias e associações comerciais.

Rogério Aderbal
Do G1 RO
    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br