Vice-governador cassado levanta suspeitas sobre julgamento do TRE

Enviar no WhatsApp
DR, ALMEIDA (CUNHADO DO SENADOR RAUPP) E ADVOGADO DO GOVERNADOR E O SEU VICE DANIEL PEREIRA

O vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira (PSB), participou de uma entrevista à imprensa na tarde dessa quinta-feira, dia em que o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia cassou seu mandato e o do governador Confúcio Moura (PMDB) por abuso de poder econômico consistente na farta ddistribuição de comida, sorvete e picolés a eleitores durante a convenção peemedebista que referendou o nome do atual chefe do Poder Executivo Estadual para disputar a reeleição.


Daniel levantou suspeitas sobre o resultado do julgamento, afirmando tratar-se de "um terceiro turno" eleitoral, sugerindo que o voto dos quatro magistrados que se posicionaram pela cassação faria parte dessa suposta manobra política.

O vice-governador, que também é advogado, arriscou uma previsão: "Vamos ganhar esse terceiro turno também".

Sobre as ações jurídicas a serem adotadas pelo governador  para tentar reverter a cassação, o Departamento de Comunicação do Governo  divulgou o seguinte release (texto jornalítsico): 

"Governador Confúcio Moura e vice Daniel Pereira permanecem nos cargos, diz advogado"

O advogado José de Almeida Júnior, do escritório Almeida & Almeida Advogados e defensor do PMDB, anunciou nesta quinta-feira (5) que recorrerá da sentença do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que cassou os diplomas do governador Confúcio Moura e do vice Daniel Pereira. Eles permanecem no cargo.

Almeida explicou que vai aguardar a publicação do acórdão da sentença e que está confiante nas chances de reverter a situação. A ação foi proposta pela coligação Muda Rondônia sob a alegação de que houve abuso do poder econômico durante a convenção que escolheu os candidatos da coligação Rondônia no Caminho Certo, que reunia nove partidos.

Ao falar a jornalistas, o advogado lembrou que Ministério Público Eleitoral não reconheceu as provas de que houve abuso do poder econômico e destacou o fato de que a decisão por quatro votos a três indica a divergência de opiniões na corte. “Estou frustrado com o resultado, mas otimista com relação ao recurso”, afirmou.

A tese da defesa, segundo o advogado, não será alterada. “Apresentei jurisprudência sobre situações similares no processo, mas os juízes que votaram para que a ação não fosse reconhecida apresentaram muito mais, e isto nos fortalece”, argumentou.

O vice-governador Daniel Pereira participou de uma reunião com o secretariado do governo e pediu empenho dobrado nas ações que estavam planejadas. Segundo ele, a decisão deve servir como incentivo para a prestação de serviços à população, que escolheu democraticamente, pelo voto, quem haveria de governar o estado. Nesta sexta-feira (6), o vice-governador vai ao interior do estado para cumprir agenda que estava previamente definida.

O governador Confúcio Moura está em Brasília, cumprindo agenda em que busca recursos para o estado. Ele foi informado sobre o resultado da votação no TRE através do advogado José de Almeida, que transmitia noticias regularmente sobre o andamento da votação"

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br