Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
73 9 8888 1488
WhatsApp
WhatsApp

05/05/2015

Procurador Geral de Justiça diz que atentado em Pimenta Bueno não vai inibir atuação do MP

Em entrevista coletiva na sede da Promotoria de Justiça daquela Comarca, Héverton Aguiar disse que o atentado atingiu todo o Ministério Público e a sociedade em geral

O Procurador-Geral de Justiça, Héverton Alves de Aguiar, presidente do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), condenou nesta segunda-feira, dia 4 de maio, o atentado com artefato explosivo, ocorrido na madrugada deste domingo, à casa do Promotor de Justiça André Luiz Rocha de Almeida e de sua esposa, a Juíza Keila Alessandra Rocha de Almeida, no município de Pimenta Bueno.


Em entrevista coletiva na sede da Promotoria de Justiça daquela Comarca, Héverton Aguiar disse que o atentado atingiu todo o Ministério Público e a sociedade em geral. “Se esse atentado teve como objetivo inibir a ação do Ministério Público, isso vai ter um efeito contrário. Se preciso for, vamos ampliar o número de Promotores de Justiça para atuar na comarca”.

A bomba explodiu na área externa da casa, provocando um forte estrondo. O que restou do artefato foi recolhido pela perícia da Polícia Civil, que junto da Polícia Militar já iniciou as investigações sobre o caso. Ele prestou solidariedade, em nome de todo o MP, ao Promotor de Justiça e sua família, e afirmou que todas as providências estão sendo adotadas para garantir a segurança dos membros da Instituição.

O diretor do Departamento de Polícia Civil do Interior, Eliseu Muller, presente à coletiva, afirmou que a Polícia Civil está empenhada na identificação e prisão dos responsáveis. Também presentes à entrevista, o diretor do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Promotor de Justiça Eriberto Gomes Barroso, e a presidente da Associação do Ministério Público de Rondônia (Ampro), Flávia Shimizu, que também prestaram solidariedade ao membro do MP e sua família, além dos Promotores de Justiça da Comarca de Pimenta Bueno.

Fonte: Ascom MPRO
Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
UNOPAR_CACOAL