Suspeitos de envolvimento na Operação Detalhe são soltos em Cacoal

Enviar no WhatsApp
Vereador Valdomiro Corá está entre os liberados, em Cacoal. Chefe de gabinete e vereador Paty Paulista seguem detidos.

Três investigados na Operação Detalhe, que cumpriam prisão temporária, foram soltos na noite de domingo (17), em Cacoal (RO). Entre os liberados está o vereador Valdomiro Corá (PV), preso desde o dia 9 de maio. Cinco seguem detidos após terem a prisão preventiva decretada, dentre eles a ex-chefe de gabinete da prefeitura Ivani Araújo, ex-procurador do município José Carlos Rodrigues e o ex-presidente da Câmara, vereador Paty Paulista (PTB).

Três foram liberados do Mini Presídio de Cacoal (Foto: Magda Oliveira/G1)

De acordo com o delegado Vinícius Lucena, o prazo da prisão preventiva será de 10 dias, que é o tempo para que o inquérito seja concluído. "Após esse prazo, o Ministério Público tem até cinco dias para apresentar denúncia contra os envolvidos", explica Lucena.

Valdomiro Corá chega à delegacia para prestar depoimento (Foto: Magda Oliveira/G1)

O advogado do vereador Corá, Sidnei Sotele informou que com a liberação, ele aguarda a notificação sobre o afastamento da Câmara para recorrer na Justiça. O mesmo escritório defende também Maria Ivani e o ex-procurador José Carlos. Nestes casos, Sotelie afirma que pediu a revogação da prisão preventiva e, caso seja negada, entrará com um habeas corpus. Em todos os casos, ele afirma que não há provas que evidenciem a participação dos clientes.~


O G1 tentou contato com a advogada do vereador Paty Paulista, mas ninguém foi encontrado para se pronunciar sobre o assunto.

Operação Detalhe

A Operação Detalhe foi realizada no dia 8 de maio em Cacoal. O objetivo, conforme as investigações do MP-RO e Polícia Civil, era desarticular um suposto esquema de arrecadação de propina, beneficiamento em licitações e direcionamento na votação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da saúde.

Ao todo nove pessoas foram presas, dez conduzidas coercitivamente e 27 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. A ação recebeu o nome de detalhe, pois era dessa forma que a chefe de gabinete Maria Ivani se referia aos moradores de Cacoal, nos áudios gravados que estão sendo investigados.

Magda Oliveira e Rogério Aderbal
Do G1 RO

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br