População de Ji-Paraná se revolta com falta de água e pede providências

Enviar no WhatsApp
Vários bairros no 2º distrito tem sofrido com freqüentes cortes no fornecimento de água

Há alguns meses, moradores de diversos bairros de Ji-Paraná tem denunciado frequentes cortes no fornecimento de água. Somente no último final de semana, o Jornal O Painel recebeu denúncias de falta d’água em vários bairros diferentes no 2º distrito.Os moradores acreditam que a empresa responsável pelo serviço, a CAERD -Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia, não investiu em Ji-Paraná o suficiente para atender o crescimento no consumo. A escassez ocorre em diversos pontos da cidade, o que sugere que o problema não é pontual e localizado, e sim geral.


Desde quarta-feira passada, moradores do bairro São Cristóvão estão sem água; e outros bairros vizinhos se queixam do mesmo problema. Conforme a moradora Adélia Santana, “A falta d’água se agrava no final de semana, quando supostamente aumenta o consumo, tá muito difícil ficar sem água o tempo todo, principalmente para mim que tenho uma bebê, que suja toda hora”.

Outro morador revoltado é o seu Marcos Antônio que mora no mesmo bairro,” Não aguento mais essa situação, a casa fica só a carniça, porque não tem água para dar a descarga nos banheiros e sem falar que os talão de cobrança todos os meses eles não esquecem de enviar para nossa casa, nós moradores queremos que tomem providência logo”.

Em discurso no plenário da câmara municipal o vereador Anderson Prudente (PSD), se disse envergonhado com tanta irresponsabilidade por parte da CAERD “A população tem mais prejuízos do que benefícios com a CAERD, o povo tá pagando vento em vez de água”. O vereador referiu-se aquele barulhinho de vento, que as torneiras fazem antes d’água sair.

Segundo vereador , é que aqueles barulhos, fazem com que os relógios disparem e assim, aumentam as conta do contribuintes sem que elas tenham consumido a água.Vale lembrar que Ji-Paraná é uma das maiores clientes da CAERD é a segunda maior cidade do estado rende milhões em lucros, porém, ao que parece não tem recebido o devido retorno. Já que é o segundo maior município do Estado. 

Autor: Jornal O Painel
Fonte: Jornal O Painel
Foto: Divulgação

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br