Comissão pede a cassação de vereadores em Cacoal

Enviar no WhatsApp
Comissão pede a cassação do mandato dos dois vereadores presos. Prazo para que trabalhos da Operação Detalhe sejam concluídos é de 90 dias.

Na sessão ordinária realizada na segunda-feira (1°) vereadores de Cacoal (RO), município distante cerca de 480 quilômetros de Porto Velho, aprovaram por unanimidade a abertura de uma comissão crocessante contra os vereadores Paty Paulista (PTB) e Valdomiro Corá (PV), presos durante a Operação Detalhe, por suspeita de estarem envolvidos em um esquema criminoso de corrupção. A comissão processante pede a cassação do mandato dos dois vereadores.

Comissão pede a cassação do mandato dos dois vereadores presos (Foto: Rogério Aderbal/G1)

O vereador Celso Adam (PDT) foi o autor do pedido da comissão processante, que foi aceito por todos os parlamentares da casa. “Somos representantes do povo e precisamos dar uma resposta à sociedade. Por isso não podemos deixar que o trabalho dos demais parlamentares fosse prejudicado com esse episódio”, disse o vereador.

Os membros da comissão foram escolhidos por meio de sorteio, assim o vereador Rafael Evangelista Chaves (DEM) foi escolhido como presidente, Maria Simões (PT), relatora e Donizeti Souza da Silva (PTB), como membro.

De acordo com o presidente da Comissão, Rafael Evangelista, o prazo para que os trabalhos sejam concluídos é de 90 dias. “Temos que apresentar, dentro deste prazo, os relatórios indicando ou não a cassação dos colegas. Após a apresentação dos relatórios ainda haverá uma votação entre os vereadores”, explica.

Os dois vereadores investigados, já estão afastados de suas funções públicas desde o dia 15 de maio. O vereador Valdomiro Corá já foi liberado. Já Paty Paulista continua preso.

Operação Detalhe

A Operação Detalhe, realizada no dia 8 de maio, desarticulou uma suposta associação criminosa de corrupção em órgãos públicos do município de Cacoal. Ao todo, nove pessoas foram presas. Entre os detidos estão a chefe de gabinete da prefeitura, Maria Ivani e o presidente da Câmara de Vereadores, Paty Paulista, que são apontados como os operadores o esquema.

Rogério Aderbal
Do G1 RO
    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br