Mãe troca filho recém-nascido por 100 gramas de crack em Jaru

Enviar no WhatsApp
Criança foi achada por policiais em boca de fumo; Polícia investiga caso.  Segundo delegado, mulher presa na casa confirma troca feita pela mãe.

Um bebê de apenas cinco dias de vida pode ter sido trocado por 100 gramas de crack pela própria mãe em Jaru (RO), município a 290 quilômetros de Porto Velho. A criança foi encontrada pela Polícia Civil numa boca de fumo na quinta-feira (30), durante uma operação. Uma das traficantes presa na residência relatou aos policiais que a mãe trocou o filho como forma de pagamento pela droga.

Criança foi achada dentro de casa pelos policiais (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Segundo a Polícia Civil, o bebê nasceu no domingo (26) dentro da viatura do Corpo de Bombeiros. Na quinta-feira, os policiais receberam a informação de que a criança teria sido deixada em um local que funcionava como boca de fumo, mas que seria contra a vontade da mãe. Uma equipe policial foi até o local e encontrou o recém-nascido com supostos traficantes.

Conforme o delegado Salomão de Matos, a mãe teria confessado ser usuária de drogas e que levou a criança para que eles tomassem conta. Posteriormente, quando voltou para buscar, eles alegaram que a criança não seria devolvida "A criança foi entregue pela mãe, que ao tentar pegá-la de volta as responsáveis pela boca de fumo disseram que sob seus cuidados a criança estaria em melhores condições", explicou o delegado.

Segundo delegado, traficante teria negado devolver o bebê para a mãe (Foto: Jaru Online/ Reprodução)

Na casa onde funcionava o comércio de drogas foi presa uma mulher de 23 anos e uma adolescente. Ao delegado, a mulher informou que a mãe da criança teria pedido cerca de 100 gramas de crack para que eles tomassem conta do bebê. Na revista feita no interior da casa os agentes encontraram varias porções de drogas e várias notas de dinheiro escondidas embaixo da roupa que o recém-nascido estava usando.

A PC investiga se de fato a criança foi entregue como uma forma de garantia do pagamento para o uso de drogas. A mulher de 23 anos, que estava na boca de fumo cuidando do bebê, foi levada para a delegacia de Jaru e responderá pelo crime de tráfico de drogas. Se for confirmado o cárcere privado, ela responderá também por subtração de incapaz.

A criança e a mãe foram encaminhadas para o Conselho Tutelar, onde aguardam as investigações e conclusão do caso.

Jeferson Carlos
Do G1 Ariquemes e Vale do Jamari

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br