Câmara aprova lei que veta venda de carne previamente moída em Rondônia

Enviar no WhatsApp
A Câmara de Vereadores aprovou um projeto de lei que proíbe a venda de carne previamente moída em qualquer estabelecimento de Vilhena (RO), na região do Cone Sul. A votação aconteceu na sessão extraordinária de terça-feira (20) e agora segue para o prefeito José Rover, que terá dez dias para sancionar ou não a lei.

PL diz que comércios de Vilhena só devem moer carne na frente do cliente. Projeto precisa ser sancionado pelo prefeito José Rover em dez dias. 

O projeto proíbe a comercialização de carne previamente moída, de qualquer natureza, em todo o município. Além disso, enfatiza que a carne só deverá ser moída na presença do consumidor, sem nenhum tipo de acréscimo no valor do produto.

De acordo com câmara, muitas vezes, o consumidor não tem como saber a procedência da carne e nem quais partes foram realmente moídas. Ainda alega que, em alguns casos, pedaços que não serviriam para o consumo, como gorduras e nervos, são adicionados junto à carne para moer.


Se for sancionada a lei, a fiscalização do estabelecimento será feita pela Vigilância Sanitária.  A multa para os açougues e mercados que não se adequarem será de dois salários mínimos. Em caso de reincidência, o comerciante vai pagar o dobro.

A nova norma não será válida para carnes industrializadas, como hambúrgueres. Neste caso, as embalagens  deverão apresentar a data de validade, procedência e composição do produto na embalagem.

Do G1 Vilhena e Cone Sul com informações da Rede Amazônica

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br