Projeto de música criado pela PM reúne 35 crianças em bairro de Cacoal

Enviar no WhatsApp
Aproximar a comunidade da polícia. Este é o objetivo principal de um projeto de música criado há quatro meses em Cacoal (RO), município distante 480 quilômetros de Porto Velho. Realizado pela Polícia Militar Comunitária do bairro Vista Alegre, atualmente 35 crianças e adolescentes aprendem as técnicas para tocar violão e teclado através do "Música na Comunidade".

Alunos de música realizaram primeira apresentação em setembro (Foto: Rogério Aderbal/ G1)

A ideia, segundo o tenente coronel Sergio Basila, é que o programa crie raízes no bairro e a comunidade usufrua da música. Para mostrar que já estão afiados nos instrumentos, na última quarta-feira (9) os alunos do projeto realizaram uma apresentação para os oficiais do 4° Batalhão de Polícia Militar (BPM).

O comandante do 4° BPM, Sergio Basila, lembra que o início do projeto foi difícil, tanto que muitos alunos desistiram das aulas. "No começo parecia que nada iria dar certo, mas com a ajuda da comunidade o projeto começou a ganhar corpo. Por isso, quero parabenizar os alunos e toda a equipe que sempre acreditou no projeto", aponta.

De acordo com o coordenador do Música na Comunidade, o policial militar Tércio Silva, o foco principal da ação é aproximar a comunidade da polícia, tirando os adolescentes das ruas. "Já trabalho com esse projeto em outra base e percebi que muitos de nossos alunos apresentaram satisfatória evolução no comportamento escolar. Hoje são instrumentistas, outros já terminaram seus estudos e estão com suas carreiras definidas", aponta.

Participantes

Gustavo Feliciano, de 12 anos, que sonha em ser músico, diz estar gostando do projeto. "Estou muito feliz, porque quando entrei aqui não sabia tocar nada, e hoje já consigo tocar várias canções. Acredito, que se me dedicar posso um dia me tornar um profissional da musica", diz o garoto sonhador. 

Aulas de violão são realizadas na base da PM em Cacoal (Foto: Rogério Aderbal/ G1)

Já Lucas Gabriel, de 11, conta que tinha noções em violino e entrou para o projeto com o objetivo de aprender coisas novas. "Como eu já sabia alguma coisa de violino, não está sendo difícil para mim. Cada dia aprendo algo novo, que vou repassar para a comunidade no futuro", revela.

O comandante da base da Polícia Comunitária do bairro Vista Alegre, sargento Jaques Douglas Guedes, diz que a turma de Gustavo e Lucas será encerrada no final do mês de novembro.
A expectativa é abrir turmas também no período da manhã em 2016. "Graças à ajuda da comunidade e de algumas entidades públicas conseguimos vencer as dificuldades do início do projeto. Mas ainda precisamos da colaboração da comunidade para ampliar o número de vagas no ano que vem",

Rogério Aderbal
Do G1 RO

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br