Vereadores investigados em Cacoal ainda podem perder os mandatos

Enviar no WhatsApp
Prazo de afastamento solicitado para a Câmara vence no mês de outubro. Advogados irão pedir ao judiciário o retorno dos cargos de seus clientes.

Apesar do arquivamento da Comissão Processante (CP) que investigava os vereadores de Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, no último domingo (6), os vereadores denunciados Paty Paulista (PTB) e Valdomiro Corá (PV) ainda podem perder os mandatos. O prazo de afastamento de 120 dias solicitado a Câmara pelos próprios vereadores vence no início do mês de outubro, porém os vereadores também estão cumprindo uma liminar de afastamento judicial de 180 dias.


De acordo com o presidente da Câmara, Claudemar Littig (PDT), o arquivamento do processo sem nem mesmo ter sido votado não era a resposta que a população estava esperando. Porém, ainda há a possibilidade dos vereadores perderem os mandatos, pois o prazo de retorno aos trabalhos dos vereadores licenciados vence em outubro. “Os vereadores Paty Paulista e Corá ainda estão licenciados pela casa, o prazo termina em outubro e se eles não entrarem com uma nova liminar, iremos extinguir seus mandatos, pois tenho que cumprir o regimento interno”, avisou Littig.


Segundo o advogado de Valdomiro Corá, Sidnei Sotele, ele já ingressou com várias medidas judiciais requerendo o retorno do cargo ao seu cliente. “Até o momento, a decisão que temos é do Tribunal de Justiça de Rondônia, que diz que o afastamento de Corá deve perdurar até no máximo 180 dias, a contar do dia da prisão, realizada no dia 9 de maio, portanto esse prazo encerra em novembro”, disse Sotele. Como o afastamento que o próprio vereador requereu na Câmara termina antes, o advogado afirmou que irá pleitear ao juiz novamente o cargo.


O advogado que representa Paty Paulista, Luiz Contec disse que irá guardar mais alguns dias, mas também irá pedir ao judiciário o retorno do cargo público de seu cliente.

Comissão

Os vereadores estão sendo investigados pela Operação Detalhe, sobre o possível envolvimento em crimes de corrupção no funcionalismo público. A Comissão Processante poderia levar a cassação do mandato dos dois parlamentares.

Magda Oliveira
Do G1 RO


    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br