Alunos conhecem a rotina da vida dentro de presídio em Cacoal

Enviar no WhatsApp
Projeto mostra a adolescentes que 'mundo do crime não compensa'. Estudantes visitam detentos acompanhados do MP e policiais militares.

Alunos da Escola Estadual Clodoaldo Nunes de Almeida, em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, tiveram na manhã desta quarta-feira (14), uma aula prática dentro do mini presídio da cidade, onde puderam conhecer a rotina dos presidiários.

 Os estudantes ouviram relatos dos detentos sobre a vida atrás das grades. (Foto: Magda Oliveira/G1)
Alunos conhecem a rotina da vida dentro de presídio em Cacoal
De acordo com a diretora da escola Marlene Cecconi, o projeto "Aprendendo Investigando", visa mostrar para os 30 alunos que participaram da visita que "o mundo do crime não compensa" e as consequências para quem escolhe o caminho errado para seguir.

Durante a visita, os alunos foram colocados em um salão e ouviram depoimentos de presidiários que cumprem pena por homicídio, furto e tráfico. Em total silêncio e com muita concentração, os detentos contaram o que os levou a entrar no mundo do crime, como é a vida atrás das grades e a convivência com os demais presos.

"Quando entramos nas celas o fedor no início é quase que insuportável, mas com o tempo aprendemos a conviver com isso. Também aprendemos a reprimir nossas vontades, que às vezes quase nos enlouquecem. Estudem e se afastem de tudo que faz mal, pois essa vida não compensa", aconselhou um presidiário que cumpre pena por tráfico.

A estudante Mikaelly Pereira de Proença, de 16 anos, já conhecia o sistema prisional pois, algumas vezes, visitou um tio que cumpre pena no mini presídio de Cacoal. Para ela, ouvir os relatos dos presidiários é impressionante.

"Eles já tiveram a experiência da liberdade, e agora estão presos. Com esses relatos nós estamos descobrindo o que eles passam dentro da prisão. Hoje eu, assim como os meus colegas, conseguimos imaginar como são as consequências da vida do crime. Temos a oportunidade de pensar antes de cometer algum erro", observou.

Para a visita, alunos de todas as turmas do ensino médio foram escolhidos. A seleção foi realizada através do comportamento dentro e fora do ambiente escolar. Para o promotor do Ministério Público, Diogo Boghossian Soares da Rocha, o resultado será positivo.

"Os alunos saem daqui com o conhecimento de como é a realidade dentro do sistema prisional. O objetivo é impactar os alunos, porém respeitando a segurança deles. Queremos que eles tenham conhecimento, pois é a realidade dentro de um presídio. Nós só fazemos mostrar o que realmente é", afirmou.

A visita foi autorizada pelos pais dos alunos, Vara de Execuções Penais, Juizado da Infância e Juventude e suas promotorias. Os alunos também tiveram a segurança da Polícia Militar.

Magda Oliveira
Do G1 RO

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br