Polícia de MT pede prisão de mãe que deixou bebê morrer de fome

Enviar no WhatsApp
Sara Vitória, de 6 meses, morreu de fome na casa em que vivia com a mãe. Delegado diz que não tem dúvidas de que mãe agiu de forma negligente.

A mãe de um bebê de seis meses, que morreu após ter sido abandonado dentro de casa em Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, teve a prisão preventiva pedida nesta terça-feira (8) pela Polícia Civil de Mato Grosso. Sara Vitória foi encontrada morta no berço na manhã do último domingo (6), já sem vida, pelo vizinho e primo da suspeita. A criança teria ficado sozinha por três dias e morreu de fome.

Sara Vitória foi encontrada sem vida dentro de casa em MT (Foto: Arquivo pessoal)

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Luiz Felipe Leoni, não restam dúvidas de que a mãe de Sara tenha agido de forma negligente ao deixar a própria filha sozinha. Conforme laudo médico, a menina morreu de inanição. Quando foi encontrada pelo primo ela estava morta já havia pelo menos 24 horas.

“Pela forma como se deu [o crime], não temos dúvidas de que houve a negligência [por parte da mãe] em deixar a criança trancada na casa. Se ela o fez por conta do vício e das drogas, isso será averiguado em um segundo momento por um médico especialista”, declarou o delegado ao G1.

A Polícia Civil acredita que o pedido deve ser analisado ainda nesta quarta-feira (9) pela Justiça de Mato Grosso. A mãe, que atualmente está desempregada, deve responder por abandono de incapaz (com a qualificadora da morte).

“As pessoas que são vizinhas são parentes dela, como irmãos, tias e primos. Todos os vizinhos foram ouvidos e não temos dúvida [do crime]. A princípio, existe o interesse da própria família em interná-la por conta da dependência química”, pontuou.

O caso

De acordo com o delegado, a mãe de Sara é dependente química e, por causa do vício, deixou a filha sozinha na última quinta-feira (3) e trancou a porta da casa. Anderson da Silva, de 24 anos, que é primo e vizinho da suspeita, arrombou a casa a pedido da própria mãe, que pensou que o ventilador, que estava ligado havia três dias consecutivos, poderia provocar um curto-circuito.

"Não imaginava encontrar ela lá. Achei que não tivesse ninguém em casa naquele momento. Quebrei o cadeado, entrei na casa e vi a cama vazia e arrumada. Depois, fui ao berço e vi a Sara Vitória. Foi um choque, ficamos todos desesperados", contou Anderson. Após a bebê ter sido achada sem vida, a polícia foi à procura da mãe e a encontrou numa boca de fumo em Pontes e Lacerda, usando drogas.

Ao ser ouvida pela polícia, a mulher confessou que deixou a criança sozinha em casa, mas disse que uma tia dela a havia informado que a filha estava bem e que por isso não ficou preocupada. Porém, isso não foi confirmado pelas testemunhas. A suspeita prestou depoimento, entretanto, como não havia flagrante da morte, foi liberada

Denise Soares
Do G1 MT


    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br