Suspeita de matar ex na cama deixa detentas com medo, diz direção

Enviar no WhatsApp
A suspeita de matar o ex-namorado durante ato sexual, Vania Basílio Rocha, de 18 anos, foi transferida de cela e deve passar por uma avaliação psiquiátrica após apresentar um comportamento estranho no Presídio Feminino de Vilhena (RO). A direção da unidade diz que algumas detentas estão com medo da jovem.

VÍDEO: Em relato sombrio babá assassina dá detalhes do crime; jovem pensou em matar outras duas pessoas


Segundo a Polícia Civil, Vania matou Marcos Catanio Porto, de 26 anos, na casa da vítima no dia 30 de dezembro. A mulher foi presa em flagrante e confessou: “Queria matar alguém. Fiquei olhando olho no olho até ele morrer”.


12464005_1224232460938371_1474120164_n

O diretor do presídio, Flávio Miranda, disse que os agentes plantonistas perceberam que Vania parecia estar em surto. “Ela estava falando sozinha com palavras desconexas e rasgou o lençol de se cobrir”, comentou.

A direção da unidade explica que a mulher foi colocada em uma cela mais próxima da carceragem, onde continua sozinha e deve ser avaliada por uma psiquiatra para depois ser transferida para cela com outras presas. A data da avaliação ainda não foi marcada.

VÍDEO: Em relato sombrio babá assassina dá detalhes do crime; jovem pensou em matar outras duas pessoas


“Nossa equipe pediu uma avaliação com a médica e, após a opinião clínica, veremos como proceder com a mudança. As outras presas estão ressabiadas com essa mudança. Estão com medo dela, e ela está com medo das presas”, afirmou o diretor.

De acordo com o diretor de segurança da unidade, Jair Stiipp, atualmente, Vania está em uma cela sozinha, no processo chamado de triagem. “As presas ficam dez dias na triagem para depois serem enviadas para uma cela normal. Ela está sozinha porque não teve outras mulheres presas depois dela”, garantiu.

Família não vai pagar advogado

A mãe de Vania ainda não consegue entender o que levou a filha a cometer o homicídio. Preferindo não se identificar, a mãe disse na terça-feira (5) que a família não pretende pagar advogado para ela. “Acho justo ela pagar pelo que fez”, diz.

Com a aparência abatida, a mãe contou que Vania sempre apresentou comportamento normal e a família está sofrendo por causa do crime. A mulher falou que levou materiais para a filha, no presídio feminino, e que não irá abandoná-la.

VILHENA: Homem é brutalmente esfaqueado pela ex-namorada dentro de quarto

“Sou a mãe dela. O que puder fazer por ela, nós faremos. Eu amo ela incondicionalmente. Ela é minha filha, mas acho justo ela pagar pelo que fez. Ela não tem advogado. O advogado será do estado, pois não vou contratar advogado”, enfatizou.

Polêmica no Facebook

Uma das publicações de Vania mais comentadas no Facebook é o texto de um blog que tinha como título: “eu não fui uma má namorada, você que me tornou”. Após ser presa e confessar que matou o ex-namorado, usuários criticaram a postagem. “Imagina se fosse boa”, escreveu um jovem. “Louca, psicopata, parece que estava possuída pelo demônio”, acrescentou outro usuário. A postagem foi feita dois dias antes do crime.

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br