Com apenas 15 anos e 38 ocorrências policiais, jovem é executado em Cacoal

Enviar no WhatsApp
No início da manhã deste sábado (06), por volta das 06:30 da manhã, mais um homicídio foi registrado no bairro Village do Sol, em Cacoal, entre as ruas L e C do bairro.

O menor, L.P.P, de apenas 15 anos, que apesar da pouca idade, já possuía uma extensa ficha criminal, acabou sendo executado na manhã deste sábado com vários disparos de arma de fogo á queima roupa, no bairro Village do Sol em Cacoal. O jovem acabou não resistindo devido a gravidade dos ferimentos, vindo a falecer ainda no local.


Filho de uma funcionária pública, Leandro possuía pelo menos 38 ocorrências policiais registradas em sua ficha criminal. Bastante conhecido pela imprensa local, que participou de diversas ocorrências envolvendo o rapaz, o mesmo também era facilmente identificado pela Policia Militar, devido as reincidências em crimes registrados pela PM no município.


A última ocorrência contra o rapaz, foi registrada a cerca de uma semana pela Polícia Militar, no total, são mais de 60 ocorrências envolvendo Leandro Pires, sendo 46 procedimentos de inquérito na Delegacia Civil. Grande parte das passagens era por furto. A Polícia ainda esta investigando o caso, em busca dos suspeitos pelo crime. Maiores informações serão atualizadas à medida em que forem sido confirmados os fatos.



Informações obtidas através de moradores do bairro, informam que por volta das 06:30 da manhã, um homem vestindo uma camisa manga longa em uma motocicleta modelo Biz de cor prata se aproximou de Leandro efetuando vários disparos. Segundo os próprios moradores, pelo menos sete perfurações de bala eram visíveis no corpo de Leandro.


Relatório Nome de Envolvido em Ocorrências Policiais

Fonte: Cacoal NEWS
Imagens: Redes Sociais

    Comentar
    Comentar

12 Comentários:

  1. A noticia é tendenciosa e pejorativa. Haja vista que o fato noticioso tenta justificar como sendo algo normal o assassinato de uma criança apenas pelo fato de que ela esteja envolvida nas mais diversas ocorrencias policiais. Evidentemente que tal insinuação estimula a justiça com as próprias mãos. Não estou aqui defendendo as atitudes de menor. Mas chamando a atenção para algo gravoso e triste. Quem matou essa criança é muito mais marginal e bandido. E a manchete, mais uma vez repito, é tendenciosa, desrespeitosa para com a familia. Evidente que há de se noticiar, porem não pejorar da forma como foi feita a matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo nada de anormal na forma que foi divulgada a notícia. A questão é não sabemos vc e eu em que tipo de crimes esse garoto estava envolvido aja em vista que no nosso país de uma forma geral o que mais se mata é o tráfico de drogas. Esse meu amigo não tem idade e nem status social não. À que se investigar se alem de furtos esse menor não estaria envolvido com drogas. Agora é aquele ditado "Quem não sabe rezar,xinga a Deus" Uma criança que deveria está na escola pra aprender. E ser alguem na vida tava fazendo o que não devia, é sem duvidas que quem atirou é tao criminoso quando mais e deve pagar pelo crime,mas quem morreu nao se torna um santo não por ser vitima não.A verdade é que ele tinha tantas passagens pela policia pois tinha a certeza da impunidade porque o menor não paga pelo seus crimes infelizmente é a lei No Brasil que protege o menor criminoso, mas a lei da rua, essa é implacável assim como foi com esse
      garoto. A verdade e que a sociedade ta revoltada já de tanta injustiça e começa a fazer justica com as proprias maos. Se houvesse leis pra punir esses menores como se deve é possível que esse garoto pudesse estar vivo,preso porem vivo. Acho que chega de proteger crimosos a menoridade dele não faz ele deixar de ser um criminoso e a imprensa fez o seu papel de divulgar, noticiar. Ninguém aguenta mais isso não,esses menores barbarizando cometendo atrocidades e não sendo punidos Pelas leis Que deveria proteger o cidadão de BM e acaba protegendo mais o criminoso.Repito que se tivesse leis para punir esses menores digo que hoje ele estaria num centro pra ressocializar pra poder ser inserido de volta a sociedade. Eu não vou criticar a imprensa porque ela cumpriu com o seu papel que foi de informar população Cacoalense.E desculpe o nobre colega por discordar da sua opinião mas, respeito é claro a sua opinião.

      Excluir
  2. Realmente concordo com o comentario acima...
    Acredito q seja divulgado de tal forma pq o escritor nao se colocou no lugar da mae...
    O pior carater e o da pessoa q faz das desgraças aleia uma formq dramatica para conseguir fundos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não a nada de dramática ai,a imprensa divulgou o que ta nos autos aconteceu um crime ela foi lá levantou informações e divulgou. A imprensa tem que ser imparcial não tem que puxar sardinha pra lata de ninguém nao,independente de mãe ,pai ,irmão a imprensa ta a serviço da sociedade e não de dois ou três portanto deve divulgar sim. E parabéns ao jornalista(a) que brilhantemente registrou os fatos informando o povo Cacoalense.

      Excluir
    2. Não se colocou no lugar da mãe? Alguns de vocês então se coloquem no lugar das vítimas desse moleque, todos sabe que esse mundo não trás futuro para ninguém quem entra já entra sabendo que mais cedo ou mais tarde a casa cai. Queria ver se um moleque desses tivesse entrado nas suas casas, roubado seus bens , maltratados seus filhos. Como diz na bahia ( pimenta no cu dos outros é refresco).

      Excluir
    3. e você, já se colocou no lugar das mães da vítima desta "Criança"?
      se a mãe deste marginal tivesse se portado como uma mãe de verdade, ensinando-o o caminho certo a ser seguido, certamente ela não estaria velando seu filho agora.

      quanto a reportagem achei que a imprensa agiu de forma imparcial, cumprindo o seu papel constitucional, errado estaria se omitisse fatos. não é porque ele morreu que ele passa a ser um semideus, este moleque era vagabundo e continuará sendo vagabundo, antes ele morto do que alguém de bem vítima dele.

      Excluir
  3. nossa!,,,,tadinho do vagal.....o capeta vai até devover ele kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. A matéria não é tendenciosa, ou pejorativa, é realista! Apenas narrou os fatos, tais como eles aconteceram. Apenas revelou que trajetória infeliz de crimes do "menor" acabou levando, ainda que precocemente para esse dia fatídico. Não, foram uma, ou dias ou três, mas sim cerca de 60 ocorrências policiais. O futuro foi traçado através de uma série de crimes. Antes de criticar, coloquem-se nos lugar das vítimas. Imagine esse futuro homem com a postura criminal e qual seria o seu destino, não é difícil prever!

    ResponderExcluir
  6. Se todos que agem como esse marginal tivessem o mesmo fim, tenho certeza que pensariam um pouco mais antes de fazer essas atrocidades com o povo de bem da sociedade, e infelizmente esse deve ser o fim dessa raça do inferno. Quem pensa o contrário não sabe o que é ter uma arma apontada na cara na hora de um ato desses marginais, então que seja ele a ir para o lugar devido "INFERNO".

    ResponderExcluir
  7. Se todos que agem como esse marginal tivessem o mesmo fim, tenho certeza que pensariam um pouco mais antes de fazer essas atrocidades com o povo de bem da sociedade, e infelizmente esse deve ser o fim dessa raça do inferno. Quem pensa o contrário não sabe o que é ter uma arma apontada na cara na hora de um ato desses marginais, então que seja ele a ir para o lugar devido "INFERNO".

    ResponderExcluir
  8. ngm liga quando se trata de um marginal, ngm liga pra mae pq se a mae ligasse pra mae dos outros vitimados por esse marginal ela teria corrigido o filho

    ResponderExcluir

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br