Bilhete do Advogado que cuidava do divórcio salva Casamento de casal

Enviar no WhatsApp
Cliente desistiu de separação após receber um bilhete do advogado. História em São Sebastião do Paraíso, MG, 'viralizou' nas redes sociais.

"Perdi uma cliente, mas ganhei um casal de amigos". Assim começa a postagem do advogado Rafael Gonçalves, de São Sebastião do Paraíso (MG), que "viralizou" nas redes sociais após uma reconciliação. É que Gonçalves cuidava do divórcio do tal casal, e após pedir que a cliente respondesse a quatro perguntas antes de continuar o processo, o casamento continuou. Com a repercussão, o advogado agora virou quase um conselheiro amoroso nas redes sociais - e inclusive deu algumas dicas a pedido do G1, que você confere abaixo.

A história começa no dia 16 deste mês, quando Gonçalves recebeu a visita de uma jovem no escritório dele querendo iniciar o processo de divórcio. Conversando com ela, ele percebeu que a moça ainda gostava do marido. Como de praxe, ele entregou um bilhete com a lista de documentos necessários para entrar com a ação.

Advogado Rafael Gonçalves, São Sebastião do Paraíso (Foto: Rafael Gonçalves / Arquivo pessoal)

Advogado faz perguntas para casais repensarem divórcio 
(Foto: Rafael Gonçalves / Arquivo pessoal)

No final, acrescentou as quatro perguntinhas para que ela pensasse calmamente antes de entregar a documentação:

1. Eu fiz tudo o que pude para salvar o meu casamento? 2. O divórcio é a melhor opção hoje? 3. Quem são as minhas maiores influências? 4. Quantos momentos vocês superaram juntos e como se conheceram?


A intuição do advogado estava certa, e nessa semana, a jovem voltou ao escritório com o marido dispensando os serviços de Gonçalves e agradecendo os conselhos.

"Às vezes a gente recebe alguns casais que ainda estão confusos quando decidem entrar com o divórcio, e no calor da emoção, não pensam muito bem antes de tomar essa decisão. [Nesse caso] o divórcio era desnecessário, tanto é que eles estão juntos até agora", afirma Gonçalves. O casal não quis se expor e preferiu não dar entrevista.

Bilhete conciliador

Logo após o episódio, Gonçalves resolveu publicar a história em seu perfil na rede social. Na postagem, ele explicava o raciocínio para cada uma das perguntas feitas ao casal e dizia que, como advogado, ele “aprendeu ainda na faculdade que deve resolver conflitos, orientar as partes antes da decisão de partir pro campo jurídico”. Como prova disso, estava a reconciliação do casal.

Bilhete advogado Rafael Gonçalves, São Sebastião do Paraíso (Foto: Reprodução Facebook)

Bilhete com as 4 perguntas enviadas à cliente de São Sebastião do Paraíso (Foto: Reprodução Facebook)

A postagem foi sendo curtida e compartilhada por pessoas de todos os cantos do país. Até a tarde desta sexta-feira (26), o relato já somava 332 mil curtidas e quase 50 mil compartilhamentos.

O caso repercutiu ainda na imprensa nacional, e desde então, Gonçalves quase não dá conta de ler recados de casais que resolveram manter "as escovas de dente juntas" após lerem a postagem inspiradora. "São muitos casos, de pessoas de vários lugares. Depois vou ter que sentar e ler tudo com calma (risos)", conta.

Pensem antes de agir

Com apenas 26 anos, Gonçalves trabalha há cerca de dois como advogado. Fez uma pós-graduação na área de psicologia, e talvez daí venha sua tendência em ajudar como terapeuta quando recebe os casais desiludidos no seu escritório.

Com a experiência que já tem, ele afirma que não são poucos os casos em que as pessoas agem precipitadamente quando decidem se separar, e às vezes, bastaria pensar um pouquinho antes de procurar um advogado.

Como exemplo disso, cita a lição que teve em casa. "Meus pais são casados há 30 anos. Nesse tempo, eles já enfrentaram muitas crises, e se eles tivessem procurado um advogado, não estariam aqui [juntos] até hoje", afirma.

Como o "destino" muitas vezes é irônico e nessa história de separação Gonçalves virou conciliador, o G1 pediu algumas dicas ao advogado para que os casais pensem 11 vezes antes de procurar o fim. Confira abaixo:

1) Como dito, é imprescindível que tenham tentado tudo antes da decisão final. O casal deve abrir o "leque" de opções que levem à uma saída favorável, e tentar todos, até solucionarem o conflito. Em toda relação há discussões, há brigas, há conflito. Não existe um relacionamento 100%. A conversa sempre será o carro forte para resolução dos problemas, dos mais simples aos mais complexos. Sentem, abram o jogo, conversem.

2) Não acreditem no que vem "de fora", sem antes ter plena certeza da veracidade. O que mais tem é pessoas que não conseguem dirigir a sua própria vida e tentam a todo custo arrastar outras pessoas para a mesma situação delas. Afaste-se de pessoas negativas. Afaste-se daquelas pessoas que falam mal de outras pessoas o tempo todo. Se fazem isso com outras, a tendência é fazerem contigo, da mesma forma, para outras pessoas.

3) Sua(seu) amiga(o) se divorciou e está curtindo a vida "loucamente"? Ótimo! A decisão foi exclusiva da vida dele, e você não tem necessariamente que fazer o mesmo com a sua relação, para voltarem aos tempos de solteiros. Normalmente quem pula numa piscina de água gelada, tende a elogiar a água, incentivando os outros a pularem também. Frase clichê para casamento, mas também valida para o divórcio. A felicidade imediata ao divórcio é curta, e por pior que esteja a situação, a pessoa que tomou essa decisão não irá demonstrar que está "tudo ruim" para que outras pessoas não pensem que tenha tomado a decisão errada.

Por fim, é imprescindível que haja amor, que se reconheça o amor... o divórcio é sempre a última opção, e se faltar amor, é porque você ja está na última opção."
Rafael Gonçalves, advogado

4) Casamento não tem data de validade. Ninguém se casa com intenção de divorciar. Da mesma forma que você namora com a finalidade de casar, você casa com objetivo de passar o resto da vida com a pessoa. Problemas todos tem! Cabe a você decidir se eles serão maiores do que o vínculo que une o casal, ou se deixará eles crescerem até se tornarem maior.

5) Controle o ciúmes. É sabido que relacionamento sem aquela "pitada" de ciúmes não é bom. Quem gosta protege, e não se sente a vontade sabendo que pode perder o parceiro (a) para alguém de fora da relação. Confie mais. Coloque sobre a mesa motivos em que a confiança superou a desconfiança. Se faltarem motivos, trabalhe esse lado. Nenhum relacionamento sobrevive à ausência de confiança.

6) Como em uma partida de futebol, onde os times trocam de lado no campo, por vezes, no relacionamento, você terá que inverter algumas situações com o parceiro. Não gosta de futebol? Não gosta das músicas dele? Não gosta dos amigos dele? Lamento em dizer, mas você terá que suportar essas coisas simples, para que ele faça o mesmo por você. Ninguém garante que realmente ele também goste dos seus gostos e manias pós casamento. Talves ele esteja se adaptando ou suportando. Faça o mesmo. Pontuem o que cada um não gosta no cotidiano do outro e tentem fazer justamente aquilo. Será bacana ver o outro se esforçando.

7) Surpreenda sempre! A rotina é um dos principais fatores que leva ao divórcio. Não deixe de fazer coisas simples, que sempre fazia, pelo desgaste da relação. Mulheres são atentas aos detalhes e até o simples gesto de abrir a porta do carro, quando esquecido, elas lembram. Faça coisas que nunca fez no relacionamento, ou recorde atos do namoro, noivado. Se apaixonem todas as semanas, mas não percam a essência.

8) Escrevam numa folha de papel todos os motivos que te fizeram apaixonar pela pessoa que estão. Escreva os motivos que te fizeram chegar ao casamento. Escreva também alguns conflitos que passaram e como saíram dele. Quando estiverem em crise, troquem essa folha de papel. Ele lê a sua e você lê a dele. As lembranças boas funcionam como uma espécie de abastecimento para o relacionamento. Renova.

9) Não seja orgulhoso (a). Afrouxe o orgulho, antes que a vida afrouxe a sua relação. Lembrem-se que vocês estão destinados (pelo menos no momento do casamento juraram) a ficarem juntos. Algumas vezes na vida, mesmo quando estivermos certos, devemos ceder.

10) Seja o melhor amigo que ela (e) não tem. Seja a melhor amiga que ele (a) não tem. Casais se completam. Em alguns momentos, um sempre gostará mais que o outro, e isso vai se inverter por diversas vezes, até quase se igualarem. Se perceber que em determinado momento você é a parte da relação que está gostando mais que o outro, não se abale! Calibre a relação.

11) Por fim, é imprescindível que haja amor, que se reconheça o amor... o divórcio é sempre a última opção, e se faltar amor, é porque você ja está na última opção. Vivemos num mundo em que as pessoas não querem consertar nada, jogam fora e trocam com facilidade. Se empenhem. Façam o possível para salvar a relação. Atitudes precipitadas destroem belas histórias, sempre as tome de cabeça fria.

Samantha Silva
Do G1 Sul de Minas

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br