Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
73 9 8888 1488
WhatsApp
WhatsApp

12/03/2016

Cacoal, registra primeiro caso de chikungunya contraída no município

Cleonéia Modesto de Morais Denoni é moradora do Bairro Liberdade. Doença foi confundida por alguns médicos como sendo alergia e depressão.

O primeiro caso de chikungunya contraído em Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho, foi confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). No mês de janeiro, outro caso também foi confirmado na cidade, mas havia sido contraído fora do município, mais especificamente em Pontes e Lacerda (MT).


Desta vez, a vítima da doença é uma mulher. Cleonéia Modesto de Morais Denoni, de 33 anos, é moradora do Bairro Liberdade em Cacoal e contraiu a doença no final do mês de dezembro. Antes de descobrirem o diagnóstico, a doença foi confundida por alguns médicos como sendo alergia, depressão e até estresse.

"Começou com uma coceira e forte vermelhidão pelo meu corpo. Em seguida, começou uma dormência pelo corpo e fortes dores, até que paralisou completamente meus movimentos. Eu fiquei internada durante 23 dias, sendo três na UTI", contou Cleonéia.

O resultado do exame confirmando a doença só saiu na última semana. Além de chikungunya, Cleonéia também teve a síndrome de Guillain-Barré, que é uma complicação da doença. Atualmente, Cleonéia ainda sente muitas dores nos nervos, dormência nos dedos das mãos e pés, sem contar com o frio e dores de cabeça.

Conforme a coordenadora de Vigilância em Saúde, Ivani Gromman, a cada semana, o número de casos das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti aumenta. Em fevereiro, o município chegou a registrar 71 casos suspeitos de dengue por semana. E ainda há 37 pessoas que podem estar contaminadas pela zika e 28 pela chikungunya.

Magda Oliveira
Do G1 RO
Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
CACOAL_NEWS