Aumenta o número de roubos também em Ji-Paraná

Enviar no WhatsApp
Neste ano, até o meio da semana passada, já haviam sido registrados 36 casos. Por Fernando Pereira

De acordo com dados divulgados pelo Segundo Batalhão de Polícia Militar de Ji-Paraná (2°BPM), durante todo o ano de 2015 foram registrados 22 casos de roubos a comércios na cidade. Mas neste ano, até o meio da semana passada, já haviam sido registrados 36 casos. Normalmente os criminosos chegam às empresas, de moto ou de carro, rendem clientes ou somente funcionários, pegam o dinheiro e, em seguida, fogem. O que resta dos roubos, além dos prejuízos por causa dos valores ou bens que foram levados, são os traumas e a revolta.

Foto: Fernando Pereira

O empresário Vando Teixeira, dono de uma indústria de torrefação de café, nos contou que em fevereiro, dois criminosos entraram na empresa, renderam os cinco funcionários e levaram uma quantia de R$ 7 mil, em dinheiro, e mais R$ 43 mil em cheques. “As pessoas que estavam na hora do ocorrido ficaram aterrorizadas, pois além de utilizarem arma de fogo, também utilizam a intimidação como arma psicológica para coagir as vítimas, e isso deixa marcas nas pessoas”, lamentou o empresário.

Embora o número de roubos a comércios tenham aumentado, não significa que houve uma inércia da Polícia. No inicio do mês passado, dois criminosos entraram armadas em uma Casa Lotérica no bairro Centro do Primeiro Distrito, renderam os clientes e pegaram todo o dinheiro que estava no caixa, pois era final de tarde e eles haviam ido em busca do que fora arrecadado durante todo o dia.

Assim que foi acionada, a Polícia Militar, seguiu para o local e pegou os criminosos em flagrante, que, não querendo se entregar, num primeiro momento, fizeram as pessoas de reféns. Mas graças a competência dos negociadores, os criminosos se renderam e a ação criminosa foi interrompida.

O delegado titular da primeira Delegacia de Polícia Civil de Ji-Paraná, Dr. Carlos Hora, disse que a população, em hipótese alguma, deve reagir a um assalto, pois as consequências tanto podem ser positivas quanto negativas e, como há a dúvida nesse sentido, o melhor a fazer é colaborar deixando o criminosos agir, e aguardar que o trabalho de captura e revide, seja feito pela Polícia.

“É importante também que os comerciantes instalem equipamentos de segurança, principalmente câmeras, pois são muito uteis para fazer a identificação dos criminosos que em muito colaborará com as investigações. É importante que esses equipamentos sempre recebam as devidas manutenções para serem mantidos funcionando plenamente”, orientou o delegado


Foto Fernando Pereira
Fonte Cacoal NEWS

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br