Carreta do Hospital de Câncer realiza exames de mamografia em Ji-Paraná

Enviar no WhatsApp
45 mulheres foram atendidas no primeiro dia da carreta em Ji-Paraná. No total, 530 pessoas devem ser beneficiadas com exames gratuitos.

A carreta da Unidade Móvel de Prevenção (UMP) do Hospital de Câncer de Barretos começou, nesta segunda-feira (1º), a realizar exames gratuitos de mamografia em Ji-Paraná (RO), distante cerca de 370 quilômetros de Porto Velho. Mais de 40 mulheres foram atendidas no primeiro dia de exames na cidade. A carreta fica até o dia 10 no município e nos dias 11 e 12 de agosto a UMP atenderá no distrito de Nova Londrina. Aproximadamente 530 pessoas devem ser atendidas.

Crreta da Unidade Móvel de Prevenção (UMP) do Hospital de Câncer de Barretos em Ji-Paraná (Foto: Marco Bernardi/G1)

“Nos sentimentos mais seguras quando fazemos esse exame, pois eliminamos qualquer dúvida que possamos ter e, se encontrar algo, busca-se o tratamento o mais rápido possível”, conta a professora Heloísa Helena de Souza, que pela primeira vez realizou a mamografia na carreta, mas já faz o exame há 10 anos.

O atendimento, que é agendado previamente, acontece diariamente entre as 7h e às 17h, na unidade de saúde L1 Maringá, no bairro Nova Brasília. A organização espera receber mais 400 mulheres de 40 a 69 anos na cidade de Ji-Paraná, e cerca de 80 no distrito de Nova Londrina.

“Esse exame é extremamente importante para a saúde das mulheres. Cerca 90% das pacientes são curados quando a doença é diagnosticada no início, então devemos realizar essa prevenção. Realizado o exame, ele será enviado para o Hospital de Câncer de Barretos, onde o laudo será dado por um médico de lá. Se necessário, as pacientes serão chamadas para realizar algum tipo de exame complementar”, conta a enfermeira Marcela Araújo Amorim, responsável pela unidade móvel.

Em Ji-Paraná, os atendimentos ocorrem até o dia 10 de agosto. No distrito de Nova Londrina, os exames serão oferecidos nos dias 11 e 12 de agosto. Durante os dias 9 e 10, a equipe da UMP receberá o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e da Casa de Saúde do Índio (Casai), para atender os moradores da zona rural e indígenas.

Marco Bernardi
Do G1 RO

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br