Em Cacoal mais da metade dos vereadores já foram presos por corrupção

Enviar no WhatsApp

A Operação foi batizada de Detalhe porque, em conversas telefônicas interceptadas pela polícia com autorização judicial, a chefe de gabinete do prefeito Padre Franco (PT) se referia ao povo de Cacoal como “mero detalhe”.

Cacoal, Rondônia - O Ministério Público de Rondônia e a Polícia Civil , por meio da Operação Detalhe, já prenderam sete dos 12 vereadores que integram a Câmara Municipal de Cacoal. Todos são acusados de corrupção envolvendo uma organização criminosa que atuava na Prefeitura e no Legislativo Municipal.


Maria Ivani Araújo, secretária-chefe de gabinete do prefeito Padre Franco Vialleto (PT), também foi presa acusada de ser uma das operadoras da organização.

Foram presos os vereadores Emílio Junior Mancuso de Almeida, o Paty paulista (PTB), presidente da Câmara; Donizete Souza da Silva, o Donizete da Sucam (PTB), Toninho da Emater (PTN), César Condack (PSDC), Valdomirto Corá, o Corazinho (PV), Valter Pires  (PT)  e Pedro Antônio Ferrazin ( PP).


A organização teria se beneficiado em esquema de distribuição de terrenos públicos, desvios de recursos da construção de unidade de saúde, entre outros atos de corrupção descobertos pelo Ministério Público.

A Operação foi batizada de Detalhe porque, em conversas telefônicas interceptadas pela polícia com autorização judicial, a chefe de gabinete do prefeito Padre Franco se referia ao povo de Cacoal como “mero detalhe”.

Do Cacoal NEWS


    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br