Hospital Municipal de Ji-Paraná recebe moderno equipamento adquirido por R$ 334 mil

Enviar no WhatsApp
O funcionamento do aparelho deve acontecer em poucos dias, auxiliando em procedimento de baixa e média complexidade. O equipamento foi adquirido por R$ 334 mil com contrapartida do município vindo de emenda do ex-deputado Anselmo de Jesus. 


O equipamento foi adquirido por R$ 334 mil com contrapartida do município vindo de emenda do ex-deputado Anselmo de Jesus.

A realização de cirurgias de baixa e média complexidade ganhou um importante aliado na realização de procedimentos ortopédicos no Hospital Municipal (HM) de Ji-Paraná. Com aquisição do Arco Cirúrgico já instalado no HM, procedimentos que antes eram encaminhados para Cacoal e Porto Velho serão realizados no próprio Hospital, com exceção das cirurgias de alta complexidade.

O aparelho com emprego de moderna tecnologia, é composto de um gerador de raio-X e monitores que permitem a visualização da imagem dos órgãos do corpo humano em tempo real, em procedimentos nas áreas de traumatologia e ortopedia. “O mais difícil foi comprar o aparelho, essa etapa já vencemos, tanto que ele já está instalado, ainda sob a responsabilidade do fabricante, que tem por obrigação nos entregar prontinho e com pessoal treinado”, disse Antelmo Ferreira, diretor do HM.

O funcionamento do aparelho deve acontecer em poucos dias, auxiliando em procedimento de baixa e média complexidade. Os de alta não serão realizados como; traumatismo, coluna, quadril e articulações, em Porto Velho e Cacoal. “Média de 60 a 70% dos procedimentos são de baixa e média complexidade.

Redução do tempo de espera

"Com essa aquisição eles serão agilizados, evitando o acúmulo de pacientes e as longas filas de espera” declarou Antelmo. Com o Arco Cirúrgico a equipe do HM pretende realizar uma média de 25 cirurgias por mês, trazendo mais alívio às famílias, que tinham que se deslocar para outros municípios.

Fato que ocorre desde 2013, quando o governo do Estado trans-feriu as atividade para o Hospital Regional de Cacoal, realizando 300 cirurgias por ano. Os procedimentos eram por agendamento com mais de 300 nomes na fila de espera, que durava em média até 120 dias. Segundo o médico ortopedista Mauro de Rossi, as vantagens do equipamento vão desde a diminuição do tempo das cirurgias à segurança no serviço executado. “Com este equipamento as cirurgias são realizadas de forma menos invasiva, ou seja, sem a necessidade de grandes cortes, mais rápidas, diminui o risco de infecção hospitalar”, destacou Mauro de Rossi, ortopedista.

Para ele, o Arco Cirúrgico possibilita ainda ao cirurgião observar em tempo real a área que passará pelo procedimento, através de um sistema intensificador de imagens em alto contraste, e possibilita uma maior nitidez da imagem, além de possuir um sistema de impressão.

O equipamento foi adquirido por R$ 334 mil com contrapartida do município vindo de emenda do ex-deputado Anselmo de Jesus.

Por Wilson Neves
Diário da Amazônia

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br