Delegados da Polícia Civil entregam seus cargos em Rondônia

Enviar no WhatsApp
Após reunião com o governo do Estado, os delegados da Polícia Civil decidiram entregar os cargos de chefia e reduzir o horário de atendimento nas delegacias para apenas seis horas, de segunda a sexta-feira. Governo manteve proposta que já havia sido recusada na reunião do último dia (02).

Resultado de imagem para policia civil ro

Segundo o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de Rondônia (Sindepro), Antônio Sobral, após o prazo de uma semana pedido pelo Governo para avaliar a proposta da categoria e realizar a contraproposta, não ouve nenhuma mudança, “o governo manteve a mesma proposta que já havia sido recusada na última reunião”, disse o presidente.

Resultado de imagem para policia civil ro

A proposta que previa uma nova escala de atendimento para as delegacias do interior do Estado com o objetivo de cumprir uma jornada de trabalho sem exceder a carga horária diária prevista foi feita pela Associação dos Delegados de Polícia Civil (Adepol), e Sindicato dos Delegados da Polícia Civil de Rondônia (Sindepro) durante uma reunião no início de agosto. A intenção era colocar os pontos propostos em prática no mês de setembro. A nova escala chegou a funcionar por dois dias, na quinta-feira (1º) e sexta-feira (2), mas foi suspensa.

De acordo com a proposta, os plantões passariam a ocorrer somente nas unidades regionais. Nas cidades menores, o expediente deve ser até as 13h30. A Secretaria de Estado da Segurança Defesa e Cidadania (Sesdec) garantiu que a população não ficará sem ser atendida.

Entenda o caso

Nos últimos dias, os delegados encaminharam ofício às prefeituras, Câmaras e órgãos governamentais da região central informando que não seriam mais cumpridas as escalas de sobreaviso em delegacias de Polícia Civil do Rondônia.

Com a situação, não atuariam mais delegados a partir de 13h30 e nos finais de semana, e os presos terão que ser levados para Ji-Paraná, o que causaria um caos no sistema de segurança, e poderá elevar o índice de criminalidade a patamares insustentáveis, pois a Regional de Ji-Paraná é responsável pelas delegacias das regiões de Ouro Preto, de Presidente Médici até Costa Marques.

O documento é uma Exposição de Motivos elaborada por representatividade de todos os delegados de polícia do interior, em conjunto com o Sindicato e Associação de classe representante dos delegados de polícia do Estado de Rondônia, e relata que é a única maneira de se cumprir as escalas de trabalho aceitas e regulamentadas pelo governo do Estado.

O documento com 26 páginas também menciona o que considera falência quase que total da Polícia Civil rondoniense, e que “não há sistema criminal que seja efetivo no mundo democrático, guardadas as devidas peculiaridades, sem um trabalho efetivo da Polícia Judiciária.

Segundo o documento, nas delegacias do interior onde só existe um delegado atuando, como é o caso de Ouro Preto D’Oeste, os delegados trabalharão somente em regime de expediente, de 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira.

Por Redação
Diário da Amazônia

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br