Desmascarado, candidato a Prefeito de Porto Velho utilizava cargo na saúde em benefício próprio

Enviar no WhatsApp
Decisão mantém inserções sobre contrato de empresa de Hildon com o governo, quando promotor

O discurso de Hildon na TV, quando ele afirma que administrar uma prefeitura é o mesmo que administrar suas empresas, e disso ele entende, não poderia fazer mais sentido. Documentos amplamente divulgados nas redes sociais indicam que há alguns anos, o então promotor de justiça, confunde o público com o privado. Entre fiscalizar o governo e prestar serviço para este mesmo governo, o promotor empresário, preferiu a segunda alternativa. Talvez isso explique o fato de Hildon ser o candidato a prefeito mais rico das eleições em curso.


Candidato a Prefeito de Porto Velho utilizava cargo na saúde em benefício próprio [VÍDEO]

Um dos contratos de prestação de serviços com o governo, foi assinado em agosto de 2010, entre a Secretaria de Saúde do Estado de Rondônia e a empresa Sociedade Pimentense de Educação e Cultura LTDA, que tinha a finalidade realizar curso de qualificação profissional de Educação Permanente em Saúde.   O público alvo. O contrato custou aos cofres do Estado, à época, em torno de R$ 210.000, (duzentos e dez mil reais), pagos a empresa.


Nesta quarta-feira (26/10) a campanha de Hildon Chaves sofreu mais um revés. O juiz eleitoral Rinaldo Forti  indeferiu o pedido de sua assessoria jurídica para que fossem suspensas inserções de propaganda eleitoral que mostra a face obscura do candidato tucano. Na sentença o juiz sustenta que “os documentos juntados pelo representante (PSDB), atestam que efetivamente sua empresa fechou contrato com o governo estadual...não descreve por si só, portanto,  conduta criminosa. Com esta sentença do juiz Rinaldo Forti manteve no ar as inserções que são veiculada todos os dias, já que estas se configuram verdadeiras, no entendimento do juiz".



Na sentença, Rinaldo Forti  sustenta que “é notório  que o representante (Hildon)  tem amplamente afirmado em sua propaganda eleitoral, que é empresário e gestor do ramo de educação, transmitindo a idéia de que o crescimento de sua empresa se deu por conta da boa gestão que ele desenvolveu”. Com a decisão,  ficam mantidas  no ar as inserções que afirmam que Hildon fez contrato com o governo quando era promotor, até para que a população tome conhecimento dos fatos. As inserções não faltam com a verdade, pois no entendimento do juiz, a empresa de Hildon fechou, mesmo, contrato com o governo quando ele era promotor de justiça.


Em Porto Velho, Juristas consultados por este veiculo, atestam que “o papel do promotor é fiscalizar e respeitar a legislação. E, quando esta não o impede, o princípio da moralidade tem que se sobrepor à omissão da legislação. No episódio do contrato, Hildon estariam moralmente impedido de prestar serviços para um órgão ao qual ele tinha o dever de fiscalizar. Pois ,assim posto, evidenciou na prática, a troca de favores, que seria, no mínimo, suavizar a fiscalização sobre o seu cliente, o governo do estado, por meio da Sesau – Secretaria de Estado da Saúde. Sendo assim, na avaliação dos juristas, “o princípio da moralidade foi ignorado”.


No início da campanha, candidato do PSDB se apresentou ao eleitorado de Porto Velho, como alternativa ao que ele chama de velha política. Com o passar do tempo, entretanto, seu personagem de bom moço vê a popularidade em queda livre a ponto de comprometer seu futuro político. O trabalho de conscientização dos formadores de opinião tem sido vital para que as massas sejam informadas sobre a linha de conduta do ex-promotor, que indiretamente, passa a manchar até mesmo a credibilidade que sempre teve o Ministério Público.



Hildon se apresenta como o novo e a nova ordem na política.  Mas o castelo de areia criado por ele mesmo pode se desmoronar diante da vida real. Talvez fosse mais prudente ter iniciado a campanha com ares mais realistas, sem a figura do com Semi-Deus que diante das câmeras diz: “eu quero cuidar de você, Porto Velho”, texto com ares totalmente paternalista, que cria falsas expectativas num público que vislumbra dias melhores.


Como pode um promotor corrigir eventuais distorções numa secretaria, se ele próprio é sócio de empresas que prestam serviços para esta secretaria?  Quem fiscalizaria o cumprimento deste contrato? Com que autoridade o promotor cumpriria seu papel de representante do MP? Os fatos narrados até aqui, seriam considerados normais, se a legislação vigente, não assegurasse a um promotor de justiça, um gordo contra-cheque que hoje gira em torno de 30 mil reais mensais, alem de benefícios. 



Um promotor que deveria cuidar para que a saúde tivesse um bom andamento, utiliza-se do cargo para facilitar a sua vida. Práticas como essas se multiplicadas ao longo dos 20 anos na vida pública ostentados pelo próprio candidato, talvez justifique a declaração de um patrimônio de 11 milhões de reais no TSE, o que lhe permite financiar a própria campanha, como vem divulgando. Resta saber agora se esse volume de informações  chega ao eleitorado mais simples, para que este absorva até domingo,  o que há de verdade e mentira sobre o candidato.

Tags leo moraes rondonia, leo moraes candidato, cassação leo moraes, leo moraes wikipedia, quem é leo moraes, leonardo barreto de moraes, leo moraes facebook, leo moraes vereador, eleições 2016 rondonia, eleições 2016 rondônia, eleições 2016 apuração, eleições 2016 resultado, eleições 2016 uol, eleições 2016 resultados, eleições 2016 apuracao, hildon de lima chaves, promotor hildon chaves, dr hildon chaves, grupo athenas, hildon chaves biografia, grupo athenas porto velho, dr. hildon facebook, hildon chaves porto velho, leo moraes rondonia, leo moraes candidato, cassação leo moraes, leo moraes wikipedia, quem é leo moraes, leonardo barreto de moraes, leo moraes facebook, leo moraes vereador, eleições 2016 rondonia, eleições 2016 rondônia, eleições 2016 apuração, hildon de lima chaves, promotor hildon chaves, dr hildon chaves, grupo athenas, hildon chaves biografia, grupo athenas porto velho, dr. hildon facebook, hildon chaves porto velho, confúcio moura, governador de rondonia atual, confucio moura partido, confúcio aires moura, confucio moura blog, overnador de rondonia 2016, confucio moura é maçon, governador roraima.

Da Redação
O Rondoniense

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br