Enquanto o povo dormia, inverteram as "medidas contra a corrupção" a favor dos corruptos

Enviar no WhatsApp
Deltan tinha avisado que iriam fazer de tudo, na madrugada. Dito e feito. Temer, coroné Renan e Geleia Maia conseguiram o que queriam em prol do acordão para salvar o quadrilhão.
Ainda não aprovaram a anistia à caixa 2, mas vão achar um jeitinho de o fazer perto do final do ano, numa outra madrugada, quando o povo estiver mais desatento do que já está. Com efeito, na madrugada de 29/11, 450 deputados inverteram o que seria as '10 medidas contra a corrupção', a favor deles. Isto é, os investigados querem ver juízes, promotores e procuradores na cadeia por investigá-los.


Enquanto o povo dormia, inverteram as "medidas contra a corrupção" a favor dos corruptos

É evidente que vai chover de ações diretas de inconstitucionalidade no STF para derrubar uma posterior lei, se aprovada no senado dia 4/12/2016. Resumindo: as 2,4 milhões de assinaturas, o empenho do MPF para endurecer as leis contra a corrupção, o desejo do povo de ver políticos atrás das grades com punições severas foram jogados no  lixo pelos ladrões da República.


Enquanto o povo dormia, inverteram as "medidas contra a corrupção" a favor dos corruptos

E mais, se aprovado no senado, o texto como está, com poder de 'retroação', dia 4/12/2016, muitos presos da Lava Jato poderão passar natal e ano novo nas suas mansões e aí é game over, fim de jogo para o Brasil, Moro, PF, MPF e a vitória será do quadrilhão.

Isso, sem falar de outros projetos que logo serão pautados para votação, como o aumento do fundo partidário, o novo acordo de leniência para livrar empreiteiras e políticos corruptos, e o abominável PLS 280/2016 do coroné Renan que oficializa a ditadura da corrupção.


Enquanto o povo dormia, inverteram as "medidas contra a corrupção" a favor dos corruptos

MAIS UMA VEZ: Sem o povo nas ruas, aos milhões, ocupando sedes do governo e indo até na casa de políticos e ministros do supremo e demais altas cortes, nada mudará.Sem pressão total, sem Faxina Geral.

Responsabilização dos partidos políticos e tipificação do caixa dois eleitoral  Os candidatos que receberem ou usarem doações que não tiverem sido declaradas à Justiça eleitoral irão responder pelo crime de caixa dois, com pena de dois a cinco anos de prisão. O texto prevê multas para os partidos políticos.

Se os recursos forem provenientes de fontes vedadas pela legislação eleitoral ou partidária, a pena é aumentada de um terço.

CERTAMENTE FUNCIONARÁ

Crime de responsabilidade a juízes e membros do Ministério Público Entre as condutas que passariam a ser crime estariam a atuação dos magistrados com motivação político-partidária e a apresentação pelo MP de ação de improbidade administrativa contra agente público "de maneira temerária". Nesse caso, além de prisão, os promotores também estariam sujeitos a indenizar o denunciado por danos materiais e morais ou à imagem que tiver provocado. A pena prevista no texto aprovado é de seis meses a dois anos de reclusão.

DUVIDAMOS QUE FUNCIONE

Prevenção à corrupção, transparência. Os tribunais terão que divulgar informações sobre o tempo de tramitação de processos com o propósito de agilizar os procedimentos.

DUVIDAMOS MUITO QUE FUNCIONE

Aumento das penas e inserção de tipos na Lei de Crimes Hediondos. Eleva a pena para diversos crimes, incluindo estelionato, corrupção passiva e corrupção ativa. Esses delitos serão considerados hediondos quando a vantagem ou prejuízo para a administração pública for igual ou superior a dez mil salários mínimos vigentes à época do fato.

CERTAMENTE FUNCIONARÁ

Ações populares. Reforça as regras para a apresentação de ações populares, que já está prevista na legislação brasileira. O texto especifica que, se a ação for julgada procedente, o autor da ação terá direito a retribuição de 10% a 20% a ser paga pelo réu.

DUVIDAMOS MUITO QUE FUNCIONE

Recursos . Estabelece regras para limitar o uso de recursos com o fim de atrasar processos. 

Da Redação
Cacoal NEWS

    Opiniões
    Opiniões

0 Comentários:

Postar um comentário

Não aceitamos:

- Agressões e insultos contra autores, outros comentaristas e personagens citados nas colunas e matérias
- Declarações sexistas, xenófobas ou racistas
- Informações falsas
- Propaganda comercial
- Evite digitar em Maiúsculo

 
Copyright © 2016. Cacoal NEWS Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa© Web Sites (69) 9366 7066 WhatsApp | www.dupessoa.com.br