Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
73 9 8888 1488
WhatsApp
WhatsApp

15/12/2016

Secretaria apura irregularidades no Bolsa Família em Cacoal

Mais de 600 beneficiários estão irregulares, segundo informou diretora.  Conforme o órgão, até agora já foram cancelados 188 cadastros.

A Secretaria de Ação Social está apurando irregularidades nos cadastros do Bolsa Família em Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. Conforme o órgão, 662 benefícios já foram suspensos por ter alguma irregularidade. Segundo a diretora de gestão de benefícios, Diana Queila Beker, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho (Semast) está realizando a fiscalização do programa para garantir a efetividade na implementação do programa.


Secretaria apura irregularidades no Bolsa Família em Cacoal

“Um dos principais objetivos é averiguar se os beneficiários realmente atendem aos critérios exigidos do programa”, afirma a diretora.

Segundo a diretora, de outubro a dezembro 188 benefícios foram cancelados. A baixa frequência escolar, o não cumprimento da agenda de saúde e a não atualização do cadastro são um dos fatores que levam a suspensão de benefícios do Bolsa Família em Cacoal.

"O bloqueio acontece quando existe a possibilidade de irregularidade e o município investiga a família para constatar a irregularidade. A justiça também pode bloquear o pagamento nos casos em que existe duplicidade de dados sobre a família, endereço incorreto ao registrado no Cadastro Único e acúmulo de benefícios. Os casos de suspensão dos benefícios acontecem quando a família deixa de cumprir alguma determinação do programa por várias vezes", explica Queila.

Segundo a diretora, a verificação é feita pelo menos a cada dois anos e a identificação das famílias com perfil para participar do programa é feita por meio do Cadastro Único (CadÚnico) – instrumento de identificação socioeconômica das famílias brasileiras de baixa renda. Com 10,9 mil cadastros de pessoas no CadÚnico e mais de 3 mil beneficiários do Bolsa Família Diana alerta sobre a importância da atualização dos dados.

"É muito importante que os cidadãos mantenham seus dados atualizados, e sejam compromissados com os acompanhamentos de saúde e educação, para que o benefício não seja cancelado pelo Governo Federal. O CadÚnico, por exemplo, deve ser atualizado a cada dois anos, mesmo se não ocorrer qualquer mudança nas informações prestadas anteriormente", afirma a diretora.

A atualização do Cadastro Único pode ser feita na Semast, de segunda a sexta-feira, em horário comercial das 07h30 às 13h30, na Rua Silvio Aparecido Pereira nº 877, bairro Texeirão. O telefone para contato é (69) 3907-4163.

Fernanda Bonilha
Da Redação Clube FM
Do G1 Cacoal e Zona da Mata

Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
CACOAL_NEWS