Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
69 9 9366 7066
WhatsApp
WhatsApp

14/03/2017

Atualizado! Acusado de matar esposa a facadas em Cacoal, poderá ser internado para tratamento Psiquiátrico!

A situação do jovem Paulo Regis Ferreira tanto criminal, quanto psicológica é considerada grave. Depois do crime bárbaro por ele cometido, que vem sendo tratado como "surto psicótico", o rapaz está diagnosticado com "problemas mentais grave", embora o caso corra sob sigilo, em relação ao nome da doença ou do seu quadro clínico de saúde, bem como se dará seu tratamento e sua situação criminal, também estão sendo protegidas pela justiça. 


Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo
Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo
Quadros de depressão já seriam problemas constante na vida do jovem, antes mesmo do crime ter sido cometido. A família também estaria assustada com o quadro de saúde do rapaz, bem como a repercussão do crime. Na Casa de Detenção de Cacoal, onde se encontra preso, Paulo Regis também assusta até mesmo outros presos, que também temem por suas vidas,  por não saberem quando ele poderá ter um novo "surto". 

A condenação do acusado pelo crime de homicídio ainda não saiu, devido o réu ainda não ter sido levado a julgamento. Existe a possibilidade do réu ser internado para tratamento psiquiátrico em Cuiabá ou em Campo Grande, onde haveriam clínicas especializadas para este tipo de tratamento. Preso em Cacoal, Paulo Regis teria batido a cabeça fortemente contra a parede algumas vezes, o que pode ter causado uma dilatação em uma das veias do seu cérebro, o que tem causado sangramento pelo nariz do rapaz. Até o momento o processo corre em segredo de justiça e ainda não foi definido seu tratamento, o local onde será realizado ou o tempo em que o acusado pelo crime de homicídio passará em tratamento Psiquiátrico.

Relembre o caso

Após uma discussão sobre o comportamento do enteado de 7 anos, um homem de 28 anos matou a esposa, Bruna Daniele Figueiredo e 31 anos, com cerca de 11 facadas. O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (26), em Cacoal (RO), município distante cerca de 480 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a Polícia Militar (PM), o enteado também foi atacado pelo agressor Paulo Regis Ferreira e foi socorrido pelos policiais até o hospital em estado grave.

O policial militar Charles Duarte, contou que o suspeito cometeu o crime, após uma discussão com a esposa, pois estava chateado com o comportamento do enteado, que o fez passar vergonha durante uma confraternização familiar.


Boletim Médico sobre o estado de saúde da criança de 7 anos esfaqueada na barriga ontem por Paulo Regis que também acabou esfaqueando e matando a mulher Bruna Figueiredo.
O garoto que foi esfaqueado está na UTI pediátrica do HRC, foi operado e teve perfurações no baço, fígado e estômago, além da veia cava, perdeu grande quantidade de sangue, os médicos optaram por suturas internas e deixaram o abdômen aberto com curativos compressivos porque querem ter certeza que mais ocorram vazamentos internos que levem ao comprometimento dos órgãos, ele está sedado e na UTI, tomando sangue, foi programado para hoje nova cirurgia, onde se tudo estiver ok, será suturado o abdômen.
Até 1h da manhã ele estava assim, classificamos a situação como muito grave, porém estável. A não ser que tenha ocorrido algo na madrugada, não creio pois pedi para ser informado da situação o tempo todo. 
Quando tiver noa informação, repassarei. (Via Vasques o Diretor do Regional)
Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo
Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo

“Ele disse que estava em uma festinha na casa de uma prima da esposa. E durante a festa, o menino teria o desobedecido. Com isso, quando chegou em casa foi tirar satisfação com a companheira sobre a situação, quando deu início as discussões que terminaram com a morte da esposa e a criança gravemente ferida”, explicou.

Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo
Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo
Ainda de acordo com o policial, quando a guarnição da PM chegou ao local do crime encontrou o suspeito tomando banho do lado da vitima, já sem vida. “A principio ele exigiu o mandato de prisão, e não queria deixar os policiais entrar. Depois de alguns minutos de conversa ele se entregou e acabou confessando o crime, porém não falou nada sobre a criança que estava ferida”, relatou.

Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo
Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo

Ainda de acordo com Duarte, enquanto os policiais registravam a ocorrência, o menino saiu de dentro de um quarto da casa pedindo socorro. “Ele apareceu com as vísceras para fora, e dizendo que não queria morrer. Quando vi aquela situação, liguei para o Corpo de Bombeiros, mas pela gravidade da situação que não dava tempo de esperar os bombeiros, então eu mesmo o socorri até o hospital de emergência, onde ele permanece internado”, revelou.

O suspeito foi encaminhado a Delegacia de Polícia Civil, onde ficará a disposição da justiça.

Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo
Paulo Regis Ferreira e a esposa Bruna Figueiredo
Da Redação
Cacoal NEWS


Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
YOUR ALT TEXT