Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
73 9 8888 1488
WhatsApp
WhatsApp

30/05/2017

Taxista executado a tiros em Cacoal, tinha acusação de homicídio de outro taxista de Ministro Andreazza

Crime ocorreu nesta segunda-feira (29) em frente a um supermercado. Três suspeitos já foram presos e polícia acredita em acerto de contas.

Um taxista de 45 anos foi morto a tiros na Avenida Sete de Setembro, no Centro de Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. O crime aconteceu no começo da tarde desta segunda-feira (29). Enquanto a vítima estava parada em frente a um supermercado, três suspeitos se aproximaram e dispararam várias vezes contra o motorista.


Acerto de contas? Taxista de Ministro Andreazza executado em Cacoal respondia acusação de homicídio de outro taxista

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o homem era taxista e residia no município de Ministro Andreazza (RO). A polícia acredita que o homicídio foi feito por uma acerto de contas. Três suspeitos já foram presos.


Segundo o policial militar Daniel Braga, a princípio a polícia foi acionada para registrar uma tentativa de homicídio, mas chegando no local o homem já estava morto. “Diante disso, isolamos o local e acionamos a perícia. O carro da vítima estava próximo ao local, então acreditamos que ele estava indo em direção ao seu veículo quano foi atingida por dois a três disparos na cabeça”, conta Braga.

Logo após o homicídio, o Núcleo de Inteligência e o Serviço Reservado da PM começou a levantar as informações sobre o crime e sobre os possíveis autores. Conforme testemunhas, o crime teria sido cometido por três suspeitos e que eles tinham usado uma caminhonete. “Com essas informações, começamos o patrulhamento pela cidade e localizamos três suspeitos de terem praticado o crime. Os envolvidos foram conduzidos, juntamente com o veículo, até a Delegacia de Polícia Civil onde deverão ser ouvidos”, afirma Braga.

Acerto de contas? Taxista de Ministro Andreazza executado em Cacoal respondia acusação de homicídio de outro taxista

De acordo com o Comandante da 1ª Cia. de patrulhamento, Tenente Antônio Rodrigues de Matos, este é o quarto homicídio registrado no município. A polícia acredita que o crime pode ter sido motivado por acerto de contas.

“Conseguimos fazer a abordagem e a prisão de quem efetuou o tiro. Também fizemos a prisão de uma outra pessoa que estava na caminhonete e que estava com um volume muito grande de dinheiro. Então acreditamos que conseguimos fazer hoje a prisão do executor e dos mandantes do crime”, afirma o Tenente. A polícia também apreendeu a caminhonete que teria sido usado na fuga dos suspeitos.

Acerto de contas? Taxista de Ministro Andreazza executado em Cacoal respondia acusação de homicídio de outro taxista

“A vítima, pelo que esta sendo levantado, pesava contra ela uma acusação de homicídio de um taxista também de Ministro Andreazza. O crime ocorreu no ano passado. É tudo muito prematuro ainda mas todas as linhas de investigação estão sendo levantadas e uma das hipóteses é essa”, finaliza o Tenente.

Fernanda Bonilha
G1 Cacoal e Zona da Mota

Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
CACOAL_NEWS