Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
73 9 8888 1488
WhatsApp
WhatsApp

27/05/2017

"Paranoia": Homem surta dentro de veículo e esfaqueia “amigos”, inclusive um policial militar

Vítima e testemunha disseram que passaram a noite ingerindo bebida alcoólica e consumindo entorpecente

A guarnição da Polícia Militar comandada pelo Soldado PM Viamonte do 5º BPM atendeu uma ocorrência envolvendo um colega de farda, pois o homem identificado por André R.C., 35 anos, envolvido por uma paranoia surtou dentro do veículo Gol que estavam e passou a esfaquear os “amigos” A.S.P.S.S. (Policial Militar), 36 anos e E.R.M.S., 28 anos. Posteriormente, uma das vítimas e a testemunha disseram que haviam passado a noite ingerindo bebida alcoólica e consumindo entorpecente.  Essa tentativa de duplo homicídio ocorreu na manhã desse sábado (27) no cruzamento da Avenida Rio Madeira com Rua Preto, Bairro Nova Esperança da Zona Norte de Porto Velho.

"Paranoia": Homem surta dentro de veículo e esfaqueia “amigos”, inclusive um policial militar

Populares acionaram o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), informando que haviam detido um suspeito acusado de lesão corporal ao querer adentrar em um comércio, inclusive que estava de posse de uma arma branca e nervoso. Logo, o condutor do veículo J. e a vitima E. informaram que junto com o conduzido e o policial saíram de uma festa aonde haviam passado a noite fazendo uso de entorpecente e bebida alcoólica. Durante o deslocamento houve uma discussão, então o suspeito sacou a faca e passou a desferir golpes. O profissional de segurança foi golpeado na altura do peito, enquanto Edipo levou cortes na região do ombro esquerdo e do cotovelo direito.

Diante da gravidade, a testemunha J. parou o veículo e pediu que o agressor saísse do caro, ao atender o pedido saiu correndo e foi capturado por populares no comércio com a faca tipo peixeira e alterado. Em seguida, J. levou as vítimas de esfaqueamento para a Policlínica Ana Adelaide, posteriormente o policial foi encaminhado em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Pronto Socorro João Paulo II. André apresentava estado psicológico anormal e ao ser inquirido pelos policias da guarnição, logo disse que praticou o ato porque as vítimas queriam lhe matar, mas as mesmas e a testemunha negaram.  

Da Redação
Cacoal NEWS

Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
UNOPAR_CACOAL