Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
69 9 9366 7066
WhatsApp
WhatsApp

02/06/2017

Torneio de robótica reúne 150 estudantes em competição em Cacoal

Disputa busca despertar o interesse dos alunos em temas como ciência e tecnologia. Evento foi aberto ao público e competiram alunos do ensino fundamental e médio.

Cerca de 150 estudantes participaram na quarta-feira (31) do Torneio Interno Sesi de Robótica. A competição aconteceu no ginásio Capitão Rui Luiz Teixeira, em Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. O evento foi aberto ao público e competiram alunos do ensino fundamental e médio, do 6º ao 3º ano.



 Torneio de robótica reúne 150 estudantes em competição em Cacoal

De acordo com a professora de oficina tecnológica, Inayara Bortoleto, o evento tem como objetivo despertar nos alunos do Ensino Fundamental e Médio o interesse pelo estudo das ciências, tecnologia, física e matemática.

Com o tema Animal Allies (aliados animais em português), os alunos tiveram que identificar problemas de cooperação entre seres humanos e animais e desenvolver soluções inovadoras. O desafio lembra a rotina de profissionais como engenheiros ou cientistas de campo.


 Torneio de robótica reúne 150 estudantes em competição em Cacoal

Durante a competição, robôs autônomos cumpriram missões na mesa de disputas, sempre relacionadas ao tema. Além do projeto de pesquisa e do desafio de robótica, as equipes também foram avaliadas em outras categoria como o design de robô, em que os alunos planejam, projetam, constroem e programam. Depois, apresentam o desenho mecânico, a estratégia adotada e a programação desenvolvida.


 Torneio de robótica reúne 150 estudantes em competição em Cacoal

Para Mateus Carckeno, de 16 anos, o torneio é uma experiência única. “Nós tivemos que pesquisar, analisar e apresentar soluções para animais machucados. Pra mim foi uma experiência única. Meu grupo pesquisou diversas doenças que afetam os animais e vimos que muitos animais que são atropelados não conseguem mais andar, com isso desenvolvemos uma prótese utilizando canos de pvc para melhorar a qualidade de vida deles. É um jeito de podermos contribuir para um mundo melhor”, afirma o estudante.

Os alunos são incentivados a analisar situações, experimentar, pesquisar, testar resultados e resolver situações-problema do mundo real utilizando robótica, de forma a despertar, experimentar e superar os obstáculos do dia a dia.

“Para cuidar de problemas de saúde de animais em extinção, por exemplo, eles precisam ser transportados para laboratórios e recebem cuidados especiais. Os humanos também precisam da ajuda dos bichos. Para se alimentar, o homem desenvolveu tecnologia de automatização da ordenha de animais leiteiros”, explica a professora de Robótica do ensino fundamental, Edilaine Cristina Batista.

Ainda segundo Edilaine outro grande exemplo é o uso de cães-guia por deficientes visuais. “Essas e tantas outras situações podem servir de base para as equipes desenvolverem projetos de pesquisa, com soluções inovadoras para problemas entre humanos e animais. Já o desafio do robô apresenta missões que mostram como a tecnologia e a inovação permitiram que seres humanos e animais interajam e cooperem em benefício mútuo”, finaliza.

G1 RO
Fernanda Bonilha


Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
UNOPAR_CACOAL