Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
69 9 9366 7066
WhatsApp
WhatsApp

01/07/2017

Suspeito de atirar em viatura da PM é preso em Cacoal

Homem estava escondido na casa do pai dele e tentou fugir. Motocicleta usada no dia do crime também foi encontrada na residência.

Apontado como um dos suspeitos de ter atirado em uma guarnição da Polícia Militar (PM), um homem de 36 anos foi localizado e preso na última quarta-feira (28), em uma residência de Cacoal (RO). O caso aconteceu na noite da segunda-feira (26), no centro de Espigão D’Oeste (RO), a 539 quilômetros de Porto Velho. Após os disparos, os policiais também disparam na direção dos suspeitos, que conseguiram fugir.

Suspeito de atirar em viatura da PM é preso em Cacoal

De acordo com o boletim de ocorrência, após receber a informação de que a dupla suspeita de ter atirado contra a viatura policial era de Cacoal, o Núcleo de Inteligência da Polícia Militar passou a investigar os possíveis locais onde os suspeitos estariam escondidos.

Depois de dois dias de investigações, os militares foram até uma casa localizada no Bairro Village do Sol. Em contato com o proprietário, o mesmo informou que seu filho de 36 anos estava escondido e que os investigadores poderiam entrar na casa. Ao perceber a presença dos policiais, o homem pulou o muro e foi para uma residência vizinha, mas foi capturado quando tentava fugir do local, pulando outro muro.

Ao ser questionado sobre o crime, o suspeito disse que utilizava a moto do irmão em Espigão e que fugiu da PM porque não tinha CNH, porém, foi o comparsa quem atirou contra a viatura. O jovem não quis informar o nome suposto amigo.

No quarto do suspeito, foi encontrado um par de botinas e uma calça jeans com um furo na altura do joelho esquerdo, que segundo a PM, provavelmente feito em razão da troca de tiros com os policiais. A moto usada no dia do crime também foi encontrada no imóvel.

Ainda segundo, o boletim de ocorrência, o suspeito estava em liberdade condicional por tentativa de homicídio e não poderia deixar o município sem autorização judicial. Desse modo, o suspeito e os objetos foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil, onde foram postos à disposição da Justiça.

Rogério Aderbal
G1 Cacoal e Zona da Mata

Copyright © 2016 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais.
UNOPAR_CACOAL