close button
Anuncie
Cacoal NEWS | Notícias de Cacoal e Região

Menu Right

Top Social Icons

Slider Area 1

Slider Area 2

Slider Area 3

Destaques

Polícial

Notícias Recentes

Saúde

Destaques

Eleições Políticas


Publicidade

Ji-Paraná

Rolim de Moura

Porto Velho


Publicidade

Interior

Odebrecht

Lava Jato

Anuncie

quarta-feira, 28 de julho de 2021

[ Vídeo Chocante ] Em Ji-Paraná homem quase morre após linha de pipa com cerol cortar seu pescoço!

O que era para ser uma brincadeira de criança quase termina em morte na tarde deste domingo, dia 27, no bairro Jardim Capelasso, no 2º Distrito de Ji-Paraná. Um motociclista passava por uma das ruas do bairro quando se enroscou em uma linha de pipa com cerol, cortando profundamente seu pescoço. 

[ Vídeo Chocante ] Em Ji-Paraná homem quase morre após linha de pipa com cerol cortar seu pescoço!

Populares perceberam o acidente o prestaram os primeiros socorros até a chegada do Corpo de Bombeiros. A vítima foi levada ao HM, onde passará por uma cirurgia delicada. Os adolescentes que participavam da brincadeira com pipas em via pública evadiram-se do local após o acidente.

Muitos acidentes fatais ocorrem com motociclistas que passam por áreas onde crianças e adolescentes empinam pipas. Geralmente nos casos fatais, é o pescoço do motociclista ou pedestre que entra em contato com a linha de pipa com cerol.

 O Perigo do Cerol

O Cerol é uma mistura de cola com caco de vidro moído que posteriormente são aplicadas às linhas de pipas com a finalidade de cortar a linha de outras pipas adversárias em uma batalha para ver quem pode mais.

O saldo dessa irresponsabilidade é que ao final dessas brincadeiras ficam pelas ruas pedaços de linhas que são praticamente invisíveis aos olhos de quem trafega conduzindo veículos ciclomotores, ou até mesmo no momento em que os inconsequentes estão realizando a brincadeira. E quando esses condutores inadvertidamente se chocam com a linha de pipa contendo cerol, acabam atingidos principalmente nas mãos, braços, tronco, pescoço e rosto.

As linhas com cerol possuem uma enorme capacidade de corte e provocam ferimentos profundos que são potencialmente mortais quando atingem a região do pescoço, e quando não mata, deixam sequelas terríveis em suas vítimas.

O cerol em linhas de pipas é utilizado praticamente no ano todo, mas é na época das férias escolares que as ocorrências dos acidentes são mais comuns. A linha de pipa com cerol é só mais um dos problemas enfrentados por pessoas que usam motocicletas para o trabalho ou lazer. Essa atividade criminosa considerada brincadeira de criança, também é a diversão de muitos adultos irresponsáveis.

Como se proteger?

Alguns aparatos foram desenvolvidos para evitar acidentes envolvendo linhas com cerol como por exemplo, as antenas aparadoras de linhas de pipas e protetor de pescoço.

Apesar das várias campanhas alertando para o perigo dessa “brincadeira”, pouco tem surtido efeito, pois o cerol ainda continua sendo utilizado indiscriminadamente e fazendo suas vítimas por todo o país. É necessário que os pais tomem as rédeas dessa situação e promovam uma conscientização sobre essa prática, educando seus filhos sobre as consequências do uso do cerol.

Se ocorrer um acidente causando a morte da vítima, a pessoa que contribuiu para o acidente poderá ir para a cadeia se for identificada. Outras penalidades são previstas para quem coloca a vida de terceiros em risco, portanto, mesmo que não ocorra alguma morte, há mecanismos de punição para os pais e os adolescentes envolvidos nos acidentes.

Empinar pipa é uma diversão para jovens e crianças, mas essa brincadeira é considerada uma arma perigosa que pode mudar a vida de outras pessoas para sempre ou até mesmo matá-las e faz-se necessário que os pais proíbam seus filhos de realizarem essa brincadeira mortal, uma vez que, se seus filhos causarem a morte ou lesão corporal grave em terceiros, os pais e os próprios filhos serão responsabilizados criminalmente por tal ato. Além de pipas, cerol cortam vidas e faz-se necessário que os pais orientem os filhos quanto aos riscos desta brincadeira.

Assessoria
Da Redação
Comando 190

segunda-feira, 26 de julho de 2021

Rondônia registra redução de 74% de internações por covid-19

Leitos começam a ficar vazios com a redução do número de pacientes internados. O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), registrou queda de 74% no número de internações por covid-19 em todo o Estado. Com isso, vários leitos clínicos e de Unidades de Terapia Intensiva UTIs estão ficando vazios. A redução iniciou após medidas adotadas pelo Executivo Estadual frente a um pico de hospitalizações ocorrido há quatro meses. Da mesma forma, a fila de espera por leitos não existe há três meses.

Rondônia registra redução de 74% de internações por covid-19

Dados do Boletim Covid divulgados na terça-feira (21) mostram que, atualmente, 265 pacientes estão internados com a doença. Diferente da realidade do dia 17 de março deste ano quando havia 854 pacientes hospitalizados e mais 170 na fila de espera.

São várias as ações que o Governo de Rondônia tem desenvolvido e que contribuem para essa redução, como a operação “SOS Vacinação”, que visa socorrer e ajudar aqueles municípios que estão com dificuldades na aplicação da vacina. Além disso, 25 drives-thrus de testagem em massa, com isolamento dos casos positivos, já foram realizados em auxílio às prefeituras.

O secretário de saúde, Fernando Máximo, conta que, no ápice da pandemia, havia muitos pacientes internados e na fila de espera por um leito de UTI. “Os números têm caído muito, graças à Deus. Isso é fruto da vacinação, dos drive-trhus, além da conscientização feita pelo Estado para com a população de Rondônia. É fundamental que continuemos com os protocolos de segurança e sempre com uso de máscara e distanciamento social para evitar a transmissão do vírus”, recomenda.

Assessoria
Governo do Estado de Rondônia 

Ipem reforça fiscalização nos postos de combustíveis nos municípios de Rondônia

Equipes de fiscalização do Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia percorrem todo Estado. O Governo de Rondônia, por meio do Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia (Ipem), realizou fiscalização em postos de combustíveis no município de Alto Alegre dos Parecis. A ação tem o objetivo de conferir a conformidade das bombas de abastecimento. As atividades executadas pelas equipes de fiscalização foram acompanhadas pelo presidente do órgão, Aziz Rahal Neto, e do diretor técnico, Waldir Tschurtschenthaler Costa.

Ipem reforça fiscalização nos postos de combustíveis nos municípios de Rondônia

De acordo Rahal Neto, o órgão segue desenvolvendo as ações com o intuito de verificar todas as bombas de combustível do Estado, atendendo à solicitação do governador Marcos Rocha, com a finalidade de proteger o consumidor no ato da compra do produto e promover uma concorrência justa entre os postos de abastecimentos. “O trabalho tem o objetivo de coibir às irregularidades e por isso o Ipem está mapeando todos os postos de combustíveis do Estado para que sigam as normas estabelecidas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro)”.

Para o diretor técnico do Ipem, Waldir Tschurtschenthaler Costa, as equipes de fiscalização têm buscado atingir as metas estabelecidas com o intuito de encerrar as vistorias em bombas medidoras de combustível no Estado nos próximos meses. “Temos procurado acompanhar a atuação das nossas equipes in loco e elas estão desempenhando um papel importantíssimo para garantir que o consumidor possa adquirir o que realmente está comprando”, disse.

As fiscalizações do Instituto cumprem todos os requisitos de segurança contra a covid-19, com as equipes mantendo o distanciamento necessário com a utilização de máscaras e aplicação de álcool em gel. O consumidor que encontrar, ou suspeitar de alguma irregularidade, pode informar à Ouvidoria do Ipem, pelo e-mail ouvidor@ipem.ro.gov.br ou pelo telefone 0800 647 7277.

Assessoria
Governo do Estado de Rondônia

Imposto do gás de cozinha é 12% em Rondônia; Governo mantém percentual há 23 anos

Tributo não sofre reajuste no estado de Rondônia desde 14 de julho de 1998 e não incide sobre transporte do botijão vazio. 

O imposto estadual sobre o gás de cozinha, o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), em Rondônia é de 12%, o mesmo dos últimos 23 anos. O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), mantém o valor da alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) desde 14 de julho de 1998, quando o Estado aderiu ao Convênio ICMS 112/89, que reduziu a base de cálculo do ICMS sobre o gás de cozinha.

Imposto do gás de cozinha é 12% em Rondônia; Governo mantém percentual há 23 anos

De acordo com o coordenador da Receita Estadual, Antônio Carlos Alencar do Nascimento, o atual preço médio de venda do gás cozinha ao consumidor em Rondônia é de R$ 106,47, e o valor do ICMS arrecadado pelo estado é de R$ 12,78. Segundo ele, os sucessivos aumentos de preço do produto, ocorridos mais intensamente nos últimos anos, acontecem devido ao crescimento do valor do produto nas refinarias. Entre 2016 e 2021 o preço do gás de cozinha subiu 197% nas refinarias.

Antônio Carlos também explica que participação das refinarias no valor do gás de cozinha é de 42%. “Para uma botija de gás, hoje na média de R$ 106,47 no custo final, 44,28% é o custo de tributos e lucros das refinarias, PIS, Confins, Cide. Já a distribuidora tem participação de 35%, o revendedor tem a participação de 12% no Estado”, disse.

O imposto do gás de cozinha em Rondônia, ressalta o coordenador, está abaixo de outros estados do país, que chegam a tributar em 18%.

Transporte

O coordenador explicou que não existe custo de transporte de botija de gás no Estado. O transporte de botija em Rondônia acontece por nota fiscal de simples remessa do botijão vazio que vai para recarga visando somente o controle da saída do produto para reabastecimento. Somente depois da recarga na distribuidora é emitida a nota fiscal de venda do gás liquefeito de petróleo (GLP), sobre o qual o ICMS é cobrado em etapa anterior a essa venda.

“Não existe custo de transporte interno no Estado. A distribuidora de gás, todas elas, quando vão reabastecer, é feita uma nota de remessa de vasilhames. Não tem tributação porque ela já é feita na refinaria. Então, não tem imposto nem do frete porque é isento no estado de Rondônia e nem do produto que foi recolhido antecipadamente. A população tem que ficar muito atenta com as notícias falsas, pois o valor do preço do imposto do gás de cozinha é o mesmo dos últimos 23 anos”, finalizou o coordenador da Receita Estadual.

Assessoria
Governo do Estado de Rondônia

Azul volta a operar em Ji-Paraná

Depois de Vilhena, é a vez de Ji-Paraná, em Rondônia, voltar a integrar a malha doméstica da Azul. A companhia retoma as operações após a conclusão das obras de melhorias no Aeroporto José Coleto e na expectativa de recuperação do setor aéreo ao longo do segundo semestre deste ano.

Inicialmente, serão três frequências semanais – às segundas, quartas e sextas – com destino à Cuiabá, capital do Mato Grosso, e, a partir de agosto, a previsão é de que sejam realizados seis voos por semana, de segunda à domingo, exceto aos sábados. Os Clientes voarão a bordo das aeronaves Embraer 195 E1, com capacidade para 118 lugares. Da capital mato-grossense, os Clientes poderão chegar a diversos destinos, como Rio de Janeiro, Brasília, Campo Grande, Porto Velho, Guarulhos e Campinas, em São Paulo, além de destinos no próprio estado do Mato Grosso com a Azul e Azul Conecta, como Alta Floresta, Sorriso, Sinop, Juína, Água Boa e São Felix do Araguaia. As passagens para os voos, que seguirão os protocolos sanitários adotados pela empresa desde o início da pandemia, estarão disponíveis para compra em todos os canais oficiais da Azul.

Azul volta a operar em Ji-Paraná

“Estamos muito satisfeitos em anunciar mais uma conexão no interior de Rondônia. Gostaríamos de ter retomado a operação em Ji-Paraná antes, mas aguardávamos a conclusão das obras de melhorias que eram determinantes para a nossa atuação. Com as adaptações na infraestrutura, agora conseguimos melhorar nossa operacionalidade no destino, tornando o interior de Rondônia ainda mais conectado e com um produto que garanta comodidade e conforto aos Clientes locais”, conta Beatriz Barbi, gerente de Planejamento de Malha da Azul.

Ji-Paraná se tornar a 120ª base operada pela Azul no país, número próximo aos 116 destinos servidos pela companhia no período pré-pandemia. Neste mês, a empresa também volta a operar em Aracati (CE), Cabo Frio (RJ) e Sorriso (MT). Além disso, desde junho, o município de Vilhena voltou a receber aeronaves da Azul, com quatro operações semanais, e, a partir de agosto, a expectativa é retomar também as operações em Cacoal, fortalecendo a presença da companhia em Rondônia e ampliando a oferta por via aérea na região.

Assessoria
Da Redação 

Carreta fica destruída após colisão na BR-364; rodovia foi interditada por mais de 3 horas

Carreta fica destruída após colisão na BR-364; rodovia foi interditada por mais de 3 horas. O grave acidente envolvendo duas carretas aconteceu no final da tarde de domingo (20), na BR-364, no município de Presidente Médici. Não houve vítimas fatais, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com informações preliminares repassadas pela PRF, a colisão entre os dois veículos foi transversal. Uma das carretas teve a cabine totalmente destruída com a forte colisão, a outro não. O possível causador do acidente colidiu contra os semirreboques.

Carreta fica destruída após colisão na BR-364; rodovia foi interditada por mais de 3 horas

Um dos veículos estava carregado de milho, e seguia sentido Porto Velho. O outro seguia sentido Cuiabá e estava vazio. Apesar da gravidade do acidente, o motorista da carreta carregada de milho não teve ferimentos graves e foi socorrido para um hospital da região. De acordo com a PRF, houve interdição da pista por mais de 3 horas.

Assessoria 
Da Redação

Médico veterinário morre em colisão na BR-364

Um acidente, envolvendo um caminhão e uma motocicleta, tirou a vida do médico veterinário Fábio Júnior Perrut Lima, na tarde deste domingo (11), na BR-364, próximo ao município de Ariquemes. De acordo com a PRF, o médico, que era morador do município de Candeias do Jamari, viajou para visitar o pai.

Médico veterinário morre em colisão na BR-364

Ao retornar pela BR-364, sentido Porto Velho, na tentativa de ultrapassar um caminhão próximo a uma curva, ele acabou colidindo com outro caminhão, que estava no sentido contrário. A PRF também informou que o motorista do caminhão ainda tentou jogar o veículo para o acostamento, mas Fábio ainda atingiu o penúltimo eixo do semirreboque. O médico não resistiu e morreu no local.

Assessoria
Da Redação 

Idoso morre na BR-364 após colisão de carro com carreta

Idoso morre na BR-364 após colisão de carro com carreta. O motorista de um veículo Fiat Uno identificado como Carlos Antônio Bem, 62 anos, morreu na tarde de segunda-feira (26), após colidir com uma carreta, na BR-364, próximo ao Posto Gaúcho, localizado a cerca de 80 km de Vilhena.

Idoso morre na BR-364 após colisão de carro com carreta

De acordo com informações preliminares, o motorista, que conduzia um veículo Fiat Uno, teria tentado fazer uma ultrapassagem em uma curva, quando acabou colidindo frontalmente com uma carreta que seguia sentido contrário. Com a violenta batida, Carlos Antônio ficou preso nas ferragens e morreu antes de ser socorrido. Já o motorista da carreta, teve apenas ferimentos leves pelo corpo. Equipes do Corpo de Bombeiros precisaram cortar as ferragens para retirar o corpo da vítima.

Da Redação
Folha do Sul On Line

Duas mulheres morrem e outras cinco pessoas ficam feridas em acidente na BR-364

O gravíssimo acidente que tirou a vida de Dirce Rodrigues Garcia, 41 anos e Vera Lúcia Dias Ramos, 51 anos, aconteceu na noite de domingo (2), na BR-364, na região do distrito de Vista Alegre do Abunã, em Porto Velho. Outras cinco pessoas ficaram feridas.

De acordo com a PRF, o carro modelo Logan era ocupado por sete pessoas que tinham acabado de sair de um balneário, localizado na região onde aconteceu o acidente. O motorista que conduzia o carro acabou perdendo o controle da direção do veículo, que saiu da pista e colidiu com uma árvore.

Duas mulheres morrem e outras cinco pessoas ficam feridas em acidente na BR-364

Com a forte batida, Dirce morreu no local do acidente e Vera chegou a ser encaminhada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. Os outros cinco integrantes do veículo também foram encaminhados para o hospital em estado grave. O motorista do carro teve parte do couro cabeludo arrancado no acidente.

Assessoria
Da Redação 

Caminhonete capota na BR-364 e motorista foge sem prestar socorro a passageiros

Caminhonete capota na BR-364 e motorista foge sem prestar socorro a passageiros. Um acidente com capotamento envolvendo uma caminhonete, foi registrado na noite deste domingo (9), em Porto Velho, na BR-319, sentido Humaitá. Duas pessoas ficaram, feridas em estado grave. O motorista não foi encontrado no local.

Caminhonete capota na BR-364 e motorista foge sem prestar socorro a passageiros

Segundo a PRF, o veículo estava com três pessoas, quando houve o capotamento. A caminhonete saiu da pista e parou em um matagal próximo a rodovia. Após o acidente, o motorista do veículo fugiu do local sem prestar socorro aos demais ocupantes do carro. De acordo com os policiais, várias latas de cerveja foram encontradas dentro do veículo e no asfalto. As outras duas pessoas também aparentavam estar embriagadas. Elas tiveram ferimentos graves e foram socorridos pelo Samu até o hospital de Porto Velho.

Assessoria
Da Redação

Homem mata dois por dívida e é preso meia hora depois dos crimes

Homem mata dois por dívida e é preso meia hora depois dos crimes. Nas primeiras horas deste sábado (26), a Polícia Militar, em Ji-Paraná, registrou um duplo homicídio e em pouco menos de meia hora, o acusadofoi preso tentando fugir para o Distrito de Nova Londrina.

De acordo com a Polícia, as vítimas, identificadas como André Luís Lacerda, de 32 anos e Rafael Marques, de 31 anos, estavam bebendo desde a madrugada em uma lanchonete, localizada às margens da BR 364, próximo a Rua Hermínio Victorelli, no 1º Distrito de Ji-Paraná, quando, por volta das 9 horas, um homem chegou ao local e efetuou vários disparos de pistola, atingindo fatalmente as vítimas. Logo após o crime, o assassino fugiu em um veículo Fiesta, de cor prata.

Homem mata dois por dívida e é preso meia hora depois dos crimes

Depois de quase meia hora, uma guarnição da Polícia Militar abordou o criminoso já próximo ao Distrito de Nova Londrina. Ele foi identificado como sendo Wilson Mendes Martins e assumiu a autoria. Segundo ele, as vítimas estavam lhe devendo dinheiro há muito tempo e se negavam a pagar. Nesta madrugada, o proprietário do estabelecimento que aconteceu o crime, que é seu primo, ligou para ele e informou que André e Rafael estavam bebendo na lanchonete. Ele ainda contou à Polícia, que chegou a ir no local, ainda de madrugada, mas acabou tendo uma desavença com os desafetos.

Então, foi até sua residência, pegou uma pistola calibre 9mm e retornou para a lanchonete e realizou os disparos. Em seguida, tentou fugir para Ouro Preto, mas ao avistar uma viatura da PRF, retornou e foi sentido ao Distrito de Nova Londrina, onde pretendia se esconder em seu sítio. O fato foi registrado na UNISP e agora a Polícia Civil trabalhará no caso para esclarecer a história contada pelo suspeito e também saber se houve ajuda de mais alguém para cometer o crime.

Assessoria
Da Redação 

PRF apreende quase 9 mil maços de cigarro contrabandeado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, durante atividades de policiamentos ao longo da BR-364, realizou duas grandes apreensões de cigarro contrabandeado, na manhã desta segunda-feira (28). A primeira ocorreu em Porto Velho, zona rural. Um condutor, ao visualizar a presença da PRF na rodovia, empreendeu fuga na mata, abandonando seu veículo, com 8 mil maços de cigarros para trás.

PRF apreende quase 9 mil maços de cigarro contrabandeado

Capturado poucos metros depois, o infrator admitiu que a carga abandonada junto ao automóvel era contrabandeada. A segunda passou-se em Ji-Paraná, no final da manhã, próximo ao km 341. A equipe policial, ao realizar abordagem a um condutor de motocicleta, teve a rara surpresa de encontrar no baú de carga, 580 maços de cigarros contrabandeados. O condutor informou que a carga tinha origem paraguaia, e que seria revendida no município da apreensão.

Ambos os envolvidos foram conduzidos à Polícia Civil em Rondônia pelo crime de Contrabando. No total, só em uma manhã de trabalho, a PRF apreendeu 8.580 maços de cigarros contrabandeados. Os infratores conduzidos permanecem à disposição da Justiça.

Assessoria
Da Redação 

Motociclista é atropelada e morre na BR-364 em Porto Velho; moto pegou fogo

A motociclista Amélia Nogueira da Costa, 42 anos, morreu na tarde desta segunda-feira (28), após ser atropelada e esmagada por uma carreta bitrem, na BR-364, no perímetro urbano de Porto Velho. Ela estava em uma moto Honda Bizz, que pegou fogo.

Motociclista é atropelada e morre na BR-364 em Porto Velho; moto pegou fogo

De acordo com informações preliminares, a mulher seguia pela rodovia sentido a capital, quando fez o retorno para seguir sentido Candeias do Jamari. Uma carreta bitrem acabou atingindo a mulher em cheio. Ela foi arrastada por alguns metros e morreu na hora. Com a violenta colisão, a motocicleta da vítima pegou fogo na pista. Pessoas que passavam pelo local conseguiram apagar as chamas.

Assessoria
Da Redação

Responsive Full Width Ad