Cacoal_NEWS
Jovem de 14 anos denuncia pai por agressões com chicote em Rondônia | Cacoal NEWS - Notícias de Cacoal e Região

Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

CACOAL Clima Hoje

20 de jul de 2016

Jovem de 14 anos denuncia pai por agressões com chicote em Rondônia

Uma adolescente de 14 anos registrou um boletim de ocorrência na manhã desta quarta-feira (20) contra o próprio pai por agressões sofridas com chicote e pedaços de madeira na zona rural de Nova Mamoré (RO), a cerca de 300 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a Polícia Civil, durante a denúncia, a vítima foi acompanhada pelo Conselho Tutelar e também pela irmã mais velha. O caso está sob investigação.

Boletim foi registrado junto com o Conselho Tutelar em Nova Mamoré . Adolescente ficou sob a guarda da irmã mais velha, diz delegado.


Conforme as informações do boletim de ocorrência, a adolescente reside no Distrito de Nova Dimensão, na zona rural do município e morava com o pai. As agressões físicas pelo suspeito são constantes e já acontecem há bastante tempo, com um chicote fabricado artesanalmente com pneu e um balaústre de madeira.

A vítima relatou ainda que, enquanto tomava banho, notou várias vezes que o pai ficava escondido observando, além de fazer ameaças de morte caso fosse denunciado. Depois de sair da casa do pai, a menor criou coragem e procurou a irmã mais velha para contar sobre o crime.

O Conselho Tutelar foi chamado e acompanhou as irmãs para registrar a ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Nova Mamoré, localizada a cerca de 80 quilômetros do Distrito de Nova Dimensão. A guarda da menor foi entregue provisoriamente para a irmã mais velha, até que o caso seja investigado e a Justiça tome uma decisão.

Ao G1, o delegado responsável pelo caso, Moacir Figueiredo, explicou que o caso já está sob investigação e os envolvidos serão ouvidos na quinta-feira (21), quando ele se deslocará até o Distrito de Nova Dimensão para localizar a menor e a mãe.

"A falta de informações de contato e do endereço dificultam nosso trabalho, mas vamos até o local para localizar a vítima e os responsáveis por ela. Vamos investigar se há também o crime de estupro. Estamos com prioridade nesse caso", comentou Figueiredo.

Júnior Freitas
Do G1 RO

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Cacoal NEWS - Notícias de Cacoal e Região | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488