Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

10/08/2016

Fisiculturista de Rondônia fica em 4° lugar no Brasileiro e pensa em aulas de dança

Após ocupar o 4ª lugar no campeonato nacional de fisiculturismo em SP, o bodybuilder Edmundo Marques pretende iniciar aulas de ballet para melhorar desempenho

O 47º Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo e Fitness foi realizado no final de julho na capital de São Paulo. O evento reuniu os melhores fisiculturistas de cada estado do Brasil. O atleta rondoniense Edmundo Marques, foi representando a IFBB-AM e ficou em 4º lugar na categoria de até 95 kg.



Essa é a segunda vez que Edmundo Marques participa de um campeonato nacional. O atleta compara sua primeira competição, onde ocupou o 12º lugar no ano de 2014, com a atual e analisa sua evolução por subir para o 4º lugar, ficando entre os melhores do Brasil.  

Edmundo Marques no Campeonato Brasileiro (Foto: Kiko Sanches/ Arquivo pessoal)

- A minha primeira competição foi logo de cara um Campeonato Brasileiro, onde fui convidado a representar Rondônia, e por aqui não ter uma federação e acabei entrando em uma categoria de até 85 kg e fiquei 12º lugar. Agora, dois anos depois, já fui representando a IFBB-AM já na categoria de até 95 kg e fiquei em 4º lugar. Analisando todo esse histórico é uma posição positiva e muito boa, pois é estar entre os TOP 6 de todo o país. Estou em quarto lugar no melhor de até 95 kg de todo o Brasil. Com certeza a experiência foi muito boa  – fala Edmundo.

Edmundo Marques, fisiculturista (Foto: Kiko Sanches/ Arquivo pessoal)Apesar de feliz com o resultado, Edmundo ainda não está satisfeito. O atleta fala em aumentar as medidas e melhorar sua performance e leveza no palco com aulas de ballet . O que preciso melhorar mesmo é o tamanho. Preciso crescer mais e acho que deveria melhorar minhas poses, mesmo me comparando com meus adversários tive esse ponto positivo, mas ainda acho que posso melhorar bastante. Estou até pensando em fazer aula de ballet clássico para ter os movimentos mais suaves e tirar a grosseria dos movimentos, para poder conseguir fazer a coreografia mais completa e complexa – explica.

Sem competições em vista, Edmundo volta a sua a atenção para sua primeira filha, a pequena Elisa.

- Agora vou ter um descanso ativo, pois não deixo de treinar nunca. E após o nascimento da minha filha Elisa, quero curtir cada segundo ao lado dela, ainda mais nessa fase que é tão bonita, que são os primeiros meses de vida da criança. Quanto as competições, volto a focar nelas o ano que vem – finaliza.

Por Globo Esporte 
Porto Velho

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Cacoal NEWS - Notícias de Cacoal e Região | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488
Cacoal_NEWS