Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

30/01/2018

Mesmo sem votos suficientes, Governo pretende votar reforma da Previdência em fevereiro

O presidente Michel Temer já deu entrevistas para programas populares de televisão e o Governo avalia que a estratégia deverá se prolongar até a votação. Mesmo sem os votos suficientes para aprovar a reforma da Previdência, o Governo pretende levar a proposta à votação agora em fevereiro.

Mesmo sem votos suficientes, Governo pretende votar reforma da Previdência em fevereiro

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, explicou que apesar de o Congresso só voltar na semana que vem, as lideranças já começam a chegar à Brasília nos próximos dias: “não existe Plano B. Nosso Plano é o A de aprovação da reforma ainda no mês de fevereiro. Hoje estamos, voltamos ao patamar de votos que tínhamos em maio. O que temos hoje de diferente? Proximidade maior das eleições, e fator positivo que é o fato de que a população se predispõe a apoiar a reforma. A estratégia do Governo é que no dia da votação teremos os votos necessários para a aprovação”.

Para tentar melhorar a percepção da reforma, o vice-líder do Governo, o deputado Darcisio Perondi, explicou que o Governo vai lançar uma nova campanha na semana que vem e comemorou o apoio que tem recebido dos empresários: “já estavam comprometidos, assumiram compromisso maior a partir de hoje com campanha que vai dobrar a exposição da nova reforma em todas as frentes e foi feito apelo e eles se comprometeram a fazer ligação direta com nosso comitê que vai controlar os votos. Nenhuma parte do mundo grandes reformas foram feitas sem as elites empresariais”.

O presidente Michel Temer já deu entrevistas para programas populares de televisão e o Governo avalia que a estratégia deverá se prolongar até a votação.

 Cacoal NEWS - Notícias de Cacoal e Região

Luis Macedo
Luciana Verdolin
Câmara dos Deputados

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488
Cacoal_NEWS