Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

01/06/2018

Greve de caminhoneiros pode voltar na segunda-feira se preço do diesel não cair [Ao Vivo]

Redução de R$ 0,46 deve ocorrer nesta sexta, conforme acordo do governo com líderes da categoria; motoristas afirmam que vão resolver rumo do movimento até domingo. Em áudios e imagens que circulam pelas redes sociais, caminhoneiros não descartam parar novamente na próxima segunda-feira (4). Essa definição, segundo motoristas ouvidos pela reportagem de O TEMPO, vai ocorrer nós proximos dias. Uma das possibilidades para que um novo protesto comece é em relação ao preço do óleo diesel, que deve cair R$ 0,46 nesta sexta-feira (1º).


Greve de caminhoneiros pode voltar na segunda-feira se preço do diesel não cair

"Todos os caminhoneiros autônomos, até agora, não foram correspondidos com a baixa de combustível. Então, todos decidiram que, se não tiver a baixa até domingo, vamos voltar a protestar na segunda. A maioria dos postos não abaixou. Queremos a baixa de R$ 0,46 na bomba. Se a manifestação voltar, não tem data para acabar. Está sendo um desrepeito pra gente", afirmou o caminhoneiro Samuel Brandão, que participou do ato na BR-040, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Veja o que é compartilhado pelo Whatsapp



O caminhoneiro Wilson André, que esteve na BR-381, em Igarapé, também na Grande BH, afirmou que considera positivo o balanço do protesto. "Não foi completamente satisfatória a proposta do governo, mas é muito difícil tirar deles mais do que já conseguimos. Existem esses rumores de nova paralisação, mas só vamos saber realmente se vai acontecer até domingo", afirmou.

Por dez dias, o motorista que se identifica apenas como "Zé Pequeno" ficou na BR-381, em frente à Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Betim. Já em casa, ele também afirmou que os caminhoneiros aguentariam ficar mais tempo nos bloqueios das estradas. "O que a gente conseguiu já foi uma vitória. Ficar nas estradas não foi difícil porque já estamos acostumados e ficaríamos mais 20 dias tranquilos. Porém, pesou a pressão psicológica. Chegaram a dizer que estava faltando medicamento em hospitais por nossa causa. Quando que o SUS funcionou aqui? Acredito que alguns grupos possam combinar mais um protesto", finalizou.

Lei sancionada

Nessa quinta-feira, o presidente Michel Temer (MDB) sancionou a lei da reoneração da folha de pagamento que aumenta a carga tributária de setores da economia. O presidente também editou três medidas para garantir o acordo feito com as lideranças dos caminhoneiros para a redução do preço do óleo diesel.

A manifestação da categoria começou em todo o país no dia 21 de maio. A categoria bloqueou várias rodovias federais e algumas estaduais. Em Minas Gerais, os dois maiores pontos de  concentração dos grevistas ocorreram na BR-381 e BR-040. 

Tags: Greve dos Caminhoneios, paralisação, intervenção, militar, protesto px ao vido, px dos caminhoneiros, caminhoneiros ai vivo, greve, px, px dos caminhoneiros em tempo real, px caminhoneiros tempo real, greve dos caminhoneiros, greve, caminhoneiros, paralisação dos caminhoneiros ao vivo, paralisação geral, caminhoneiros, o brasil parou, paralisação ao vivo hoje, greve 31/05/2018, intervenção militar, fora temer, temer saiu, acabou a greve dos caminhoneiros?, greve, paralisação, greve ao vivo agora, intervenção, brasil na rua agora, ao vivo agora infogamersbr, caminhões em brasília, 50 mil caminhoneiros em brasilia.

O Tempo
Da Redação


Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Cacoal NEWS - Notícias de Cacoal e Região | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488
Cacoal_NEWS