Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

04/08/2018

Mercadorias falsas avaliadas em R$ 1 milhão são aprendidas pela Receita Federal em Cacoal

Receita Federal de Rondônia apreendeu na manhã de sexta-feira (3) mercadorias falsificadas. Os produtos eram vendidos na Feira do Brás e 25 de março, montada em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho.

De acordo com o delegado da Receita Federal Jackson Câmara, por uma estimativa prévia as mercadorias estão avaliadas em R$ 1 milhão. Para que a feira, que duraria quatro dias, fosse montada em Cacoal, os responsáveis alugaram um espaço no centro atacadista da cidade. No salão, foram encontrados produtos como roupas, calçados, relógios, bolsas, joias, produtos eletrônicos. A maioria eram de marcas internacionais e de origens chinesas.

Matéria AquiMercadorias falsas avaliadas em R$ 1 milhão são aprendidas pela Receita Federal em Cacoal

Denúncia

Segundo o secretário Municipal de Indústria e Comércio de Cacoal (Semict), Gustavo Reis, na manhã de quinta-feira (2), alguns com erciantes o procuraram informando que estava ocorrendo uma feira.

“Quando chegamos, constatamos que não se emitiam notas fiscais das mercadorias. Chamamos a Secretaria de Estado de Finanças (Sefin) que constatou um crime tributário. Haviam ainda mercadorias falsificadas. Com isso, chamamos a Receita Federal de Ji-Paraná e a feira foi interditada”, explicou Gustavo.

A equipe da Receita Federal chegou a Cacoal na manhã de sexta-feira. De acordo com Jackson, foi possível verificar que se trata de uma mercadoria falsificada e importada.

“Essa pessoa vai sofrer a sanção administrativa e nós temos a representação para fins penais. O trabalho da receita é só relacionado a mercadorias”, disse o delegado.

Jackson contou, inclusive, que não tem como passar um valor exato de mercadorias que serão apreendidas. Por enquanto, a polícia trabalha em cima de estimativas.

“Não conseguimos abrir todas as caixas ainda, mas jogamos por alto que deve ser algo em torno de R$ 1 milhão. Após apreendidas, algumas mercadorias vão a leilão, outras destruídas e até doadas”, esclareceu.

Aos agentes da Receita Federal, os donos das mercadorias disseram que os produtos foram comprados em São Paulo (SP), local onde eles moram. Estão envolvidos no comércio 15 pessoas. A feira já foi realizada em Rolim de Moura (RO), Ji-Paraná (RO) e Porto Velho.

Por Magda Oliveira
G1 Cacoal e Zona da Mata

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Cacoal NEWS | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488
Cacoal_NEWS