Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

22/11/2018

Preparado para a Black Friday? Cinco cuidados para não cair em armadilhas

Especialistas recomendam atenção redobradas a links de ofertas compartilhados em redes sociais. A poucas horas do início da Black Friday, listamos cinco orientações para garantir boas compras e evitar cair em armadilhas e golpes. Para quem não teve muito tempo para pesquisar, os especialistas recomendam que se consulte comparadores de preços, que fornecem históricos dos valores do produto  e que controle a ansiedade para não correr o risco de clicar em sites maliciosos em que seus dados pessoais e bancários podem ser roubados. 

1- Não pesquisou preços? E agora?

Quem não teve tempo de fazer uma pesquisa prévia  antes do início da promoção, uma saída é usar os comparadores de preços que além de informar os valores atuais, costumam fornecer gráfico com a evolução dos últimos meses. Essas informações permitirão avaliar se o desconto é real. Aproveite também para conferir as especificações dos produtos para comprar o mais adequado as suas necessidades.

Preparado para a Black Friday? Cinco cuidados para não cair em armadilhas

2- Atenção aos sites não recomendados

Quem vai comprar pela internet deve consultar a  lista de site não recomendados pelo Procon-SP, são mais de 400. No rol do Procon-SP estão listados sites falsos e aqueles que deixaram o consumidor na mão. O histórico de reclamações contra a empresa também pode ser  verificado no site  consumidor.gov.br , do Ministério da Justiça. 

3 - Cuidado com golpes

Antes de clicar em links enviados por e-mail ou redes sociais com "ofertas imperdíveis", desconfie. Você pode ser uma vítima de fraude. Os ataques de phishing - crime em que os internautas são convencidos a revelar informações pessoais, como senhas e dados de cartão de crédito -  costumam se utilizar de e-mails inexistentes e domínios que, embora pareçam com o original, não têm relação com a empresa da suposta oferta. Fique atento: preços muito abaixo da média praticada também são indícios de fraude. A PSafe identificou 200 sites falsos no Facebook, com ofertas e promoções, usando nome de grandes marcas.  Para garantir que o link é verdadeiro, uma opção é colar o endereço da página no site da  Psafe . Antes de fechar a compra, portanto,  sempre busque o site oficial da empresa.

4 - Modo de pagamento

Se não estiver seguro na hora de fechar a compra, uma das opções para evitar fraude com seus dados financeiros  é usar um cartão virtual. O número é gerado para aquela transação e tem duração de 48 horas. A cobrança virá na fatura normal do cartão e se a loja oferecer possibilidade de parcelamento, esta poderá ser usada, assim como seria num cartão tradicional.

5- No ato da compra

Alguns fornecedores, devido a falta de mercadorias em estoque ou mesmo sem motivo aparente,  cancelam a operação após a finalização da compra. Caso isso aconteça, diz o Idec, o estabelecimento estará infringindo o artigo 51 do CDC e você pode exigir a entrega do produto (já que não se beneficiará mais das promoções da Black Friday) ou a devolução do valor pago. Se ao fechar a compra, mas não receber um e-mail confirmando que o pagamento foi aprovado, atenção, isso pode ser uma pegadinha da loja. Alguns estabelecimentos pedem que o consumidor espere 48h para que a compra seja efetivada. Contudo, se ela não ocorrer, você perderá a promoção.

O Globo

Da Redação


Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Cacoal NEWS - Notícias de Cacoal e Região | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488
Cacoal_NEWS